Política

Você está aqui: Página Inicial / Política / Petrolão: Cerveró põe FHC na roda

Petrolão: Cerveró põe FHC na roda

Mas, não vem ao caso !
publicado 11/01/2016
bessinha fhc terceirizado

Saiu no Estadão:


Cerveró cita propina de US$ 100 milhões ‘ao Governo FHC’ na venda da Pérez Companc

Ex-diretor da Petrobrás diz que cada diretor da empresa petrolífera recebeu US$ 1 milhão como prêmio pela venda e suposto operador de ex-presidente argentino Carlos Menem, US$ 6 milhões

O ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, um dos delatores da Operação Lava Jato, afirmou que a venda da empresa petrolífera Pérez Companc envolveu uma propina ao Governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2003) de US$ 100 milhões. As informações constam de documento apreendido no gabinete do senador Delcídio Amaral (PT/MS), ex-líder do governo no Senado.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirma que declarações ‘vagas como essa, que se referem genericamente a um período no qual eu era presidente e a um ex-presidente da Petrobrás já falecido (Francisco Gros), sem especificar pessoas envolvidas, servem apenas para confundir e não trazem elementos que permitam verificação’.

O papel apreendido é parte do resumo das informações que Cerveró prestou à Procuradoria-Geral da República antes de fechar seu acordo de delação premiada. O documento foi apreendido no dia 25 de novembro, quando Delcídio foi preso sob acusação de tramar contra a Operação Lava Jato. O senador, que continua detido em Brasília, temia a delação de Cerveró.

(...)