Política

Você está aqui: Página Inicial / Política / 2018: sem SP, de novo!

2018: sem SP, de novo!

O impitim no TSE nasce com microcefalia​
publicado 09/02/2016
bessinha (2).jpg

2014 foi a primeira eleição desde Dutra em que não houve um paulista candidato a Presidente.

É o que deve acontecer em 2018.

A menos que o Príncipe da Privataria , o Padim Pade Cerra e o Geraldinho Cantareira queiram entregar a rapadura, de novo.

(Por falar nisso, o Moro fica preocupado em saber de que vive o Dirceu e não pergunta de que vive o Cerra !)

Do lado de cá, como diria o sábio Fernando Lyra - “o importante é o rumo” - há tres candidatos.

O Lula, o Ciro e o Requião.

É importante notar que Ciro e Requião lançaram suas candidaturas a Presidente na internet.

Ciro, aqui na TV Afiada, e o Requião no Blog do Esmael.

Não precisaram do PiG e suas garras …

(Não deixe de votar na enquete “quem vai ganhar em 2018”)

Está cedo para imaginar como se combinaraã num primeiro e segundo turnos esses três candidatos e seus partidos: PT, PDT e PMDB.

Aqui no Conversa Afiada, muitos navegantes já especulam sobre as hipóteses de forma instigante.

O mais significativo nesse cenário é a mais absoluta ausência de perspectiva para o “lado de lá” de São Paulo, de novo.

Os tucanos paulistas - que de Resende não passariam, não fosse o PiG – caíram na esparrela do impítim do Aecím e na hipócrita cruzada moralista do Príncipe da Privataria, logo ele!

Ao tentar destruir a Dilma e o Lula, os tucanos paulistas se destruíram.

Não tem mais nada a declarar.

Daqui para a frente, vão se remexer na lama que vazar do Tribunal Superior Eleitoral, com a tentativa do Presidente – meu Presidente !, diz o Cerra -  Gilmar (PSDB-MT) de entregar o poder ao Aecim …

Como a batalha do impitim, estruturado naquele histórico café da manhã na casa do Eduardo Cunha, a batalha do TSE nasce com microcefalia.

Será muito barulho (no jn e no resto do PiG) para nada.

Em busca de moinhos de vento os supostos quixotes da moralidade se tornam ridículos – como diz o Mino e um desastre eleitoral.

Como não se borrassem todos, também, ao lançar excremento no Lula e na Dilma.

Como se não respingasse neles – e ninguém percebesse.

E ninguém percebesse que a Justiça é torta – não vem ao caso – e o Ministério Publico, tucano, o único organismo que não se deixou atingir pela revelação de que  o Aecím, é o mais chato.

O lado de lá vai ter que fazer um meticuloso trabalho para achar quem pode perder a eleição de 2018.

Pode ser o Bolsonaro, o Moro, o Barbosa, o Luciano Huck, o Neymar (ou o pai do Neymar), a Fatima Bernardes, Ataulpho, o Caiado, o Jereissati (o da BrOi …), o Procurador Vertical, o Japa Bonzinho ou, quem sabe, o   da Justiça !


Melhor ainda, a Bláblárina malandrina !

Ela agora vai levar o xale para a porta do TSE e lutar pela derradeira de suas bandeiras: destituir a Dilma e o Temer, se eleger Presidenta e fechar Belo Monte para entregar a chave ao Trump !

Porque a Bláblárina se declarou contra o impitim do Aecím, mas a favor do impítim do TSE, ou seja, de seu velho amigo, o Ministro (PSDB-MT).

Essa é outra: pensa que ninguém percebe.

Boa parte da “crise” politica que se espalha no PiG é resultado desse pequeno problema.

São Paulo está fora do jogo.

(Crise ? A Dilma vai aprovar tudo o que levou à abertura do Ano Legislativo. A CPMF inclusive !)

Porque se você desligar Globo, o Brasil melhora.

Se você sair de São Paulo, o Brasil cresce.

Como nas obras grandiosas da Transnordestina, da Transoceânica e o São Francisco.

Tudo FORA de São Paulo.

Foi no que deu entregar o poder aos tucanos por tanto tempo !

Trinta e três anos.

Quando o Cerra foi Planejador do Governo Montoro e já, desde então, mereceu grave acusação do Flavio Bierrenbach.

O metrô mais lento do mundo !

Menos de um quilometro por ano.

Quando a roubalheira deixa !

Sem uma obra de cimento e tijolo !

Trinta e três anos anos !

De Planejamento do Cerra !

Paulo Henrique Amorim