Brasil

Você está aqui: Página Inicial / Brasil / Pimenta empurra a PF contra a Globo e o FHC!

Pimenta empurra a PF contra a Globo e o FHC!

Vai encarar, zé da Justiça ?
publicado 25/02/2016
Comments
gráfico____phixr.jpg

O organograma completo do esquema

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) enviará ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, um organograma, que, segundo ele, revela as conexões de um esquema que envolve  o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), as organizações Globo e as empresas  Mossack Fonseca, companhia especializada em operações com offshores, e a Brasif, que ajudou FHC a enviar ao exterior recursos para a jornalista Mirian Dutra. No documento, o deputado pede ao ministro que a Polícia Federal investigue os citados.

Na denuncia, Pimenta questiona e, em suas palavras, “destrincha” a relação dos envolvidos. “Procuramos mostrar que existe uma conexão. Procuramos identificar benefícios que essas empresas possam ter obtidos de acordo com as relações”, disse nesta quinta-feira (25) em entrevista coletiva em Brasília.

“Em um escritório do Panamá, foram criados a Veine, uma outra empresa criada em parceria dos donos da Globo e uma de Paulo Roberto Costa [acusado de corrupção da Petrobras]. A mesma empresa utilizada por Paulo Roberto é usada pela família Marinho.No endereço de um consórcio da Veine aparece a empresa Brasif”.

Segundo reportagem do Diário do Centro do Mundo, a mansão de praia construída ilegalmente em área de preservação ambiental em Paraty, da família Marinho, está em nome da empresa Agropecuária Veine.

A relação entre os envolvidos iria mais longe, informa o deputado, e inclui o escândalo da Fifa. “Um ex-presidente da Conmebol, que está preso, é investigado pelo FBI, é um dos diretores da Mossack. Como a TV Globo adquiriu os direitos de transmissão da Copa do Mundo? Queremos que as autoridades brasileiras investiguem. A investigação deve levar em conta 11 empresas que estão ligadas à Globo”, alertou Pimenta .

O Grupo Mossack Fonseca é investigado nos Estados Unidos por suspeita de lavagem de dinheiro e foi, no Brasil, antes da Lava Jato, na Operação Ararath.

Segundo reportagem da RBA (Rede Brasil Atual), a mansão dos Marinho é de propriedade de uma offshore, a Vaincre LLC, controlada pela mesma Murray Holdings LLC, que pertence à Mossack Fonseca.

Em 12 de fevereiro, o Viomundo, do Luiz Carlos Azenha, fez um  levantamento das ligações da Mossack Fonseca com a mansão dos Marinho em Paraty.

(http://www.viomundo.com.br/denuncias/nosso-investigador-na-pista-da-agropecuaria-que-controla-a-mansao-dos-marinho-em-paraty-socia-estrangeira-dela-fechou-em-nevada-14-dias-depois-de-deflagrada-a-lava-jato.html)

Globo, BNDES e o governo FHC

Na entrevista, Paulo Pimenta reforçou a suspeita de que um ex-diretor de jornalismo da Rede Globo, Alberico de Souza Cruz ,teria recebido uma concessão em Minas Gerais por manter Mirían Dutra fora da TV.

Ele também vai pedir investigação sobre a denúncia de que a Globo foi beneficiada pelo BNDES no governo de FHC.


Por fim, o deputado agradeceu aos blogs Conversa Afiada, DCM, Tijolaço, Cafezinho e GGN pelas informações.

“Identificamos práticas de crimes e solicitamos as seguintes providências: investigação do patrimônio da Veine, os bens da família Marinho, da Brasif”, encerrou.

Alisson Matos, editor do C Af

Em tempo: Confira aqui os documentos.