Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Publicado em 05/12/2013

Estudante na Bahia
troca Médici por Marighella

Já imaginou uma escola na Alemanha com o nome de “Adolf Hitler” ?

"Marighella dedicou a vida aos seus ideais"

 

O Conversa Afiada reproduz enfática sugestão do amigo navegante Luiz (ele não se esquece de certo ministro (?) Supremo, o Vaidoso, que considerou o Golpe de 1964 “um mal necessário“):


PH:
A garotada dessa escola baiana, que tem o nome de Médici, quer mudar para Marighella. .
Tem até vídeo da brava professora. Manda brasa.


Alunos do Colégio Garrastazu Médici fazem exposição sobre Marighella e querem mudar nome da escola


Eis uma grande história: estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Presidente Emílio Garrastazu Médici, em Salvador, fizeram uma exposição sobre o conterrâneo Marighella.

Batizaram-na “A vida em preto e branco: Carlos Marighella e a ditadura militar”.

Neste vídeo, a professora de sociologia Maria Carmen mostra o trabalho de seus alunos.

“Seu livro foi uma base e uma inspiração para este trabalho”, ela disse a Mário Magalhães, comovendo-o.

(Clique aqui para ler sobre a obra “Marighella – o Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo”)

Há um movimento para mudar o nome do estabelecimento para Carlos Marighella.

Médici era o ditador cujo governo torturava e matava seres humanos.

Foi no seu mandato que ao menos 29 agentes da ditadura, armados até os dentes, assassinaram Marighella, desarmado.

A professora Carmen e seus alunos orgulham a Bahia e o Brasil.

Quem mantém um colégio com tal nome se iguala a qualquer fanático que, na Alemanha, pretenda erguer uma escola chamada Adolf Hitler.

 

Comentários

  • Enes Gomes da Silva

    Sem dúvida, o tema “Troca de Nomes em instituições” suscita polêmica. Quem se interessar, encontrará na internet comentários em defesa para ambos os lados da questão. E isso, a meu ver, promove equilíbrio para formar opinião.

    Entre alguns textos publicados e disponíveis, encontrei esse, assinado pelo autor, que pode ser acessado através do Google: ” Que me perdoem o mau gosto da frase mas, felizmente, estou
    morrendo”. Osmard Andrade Faria.

  • DIONE

    Parabéns à comunidade escolar pelo brilhante trabalho. A professora Carmen fez um trabalho de construção com os estudantes que merece ser destacado não somente porque ampliou o conhecimento deles sobre o que é ditadura e democracia, mas porque promoveu o empoderamento para eles saberem fazer melhores escolhas na vida, como por exemplo sair de um extremo a outro, como é caso de mudar a nome do Colégio de Presidente Emílio Garrastazu para Carlos Marighella.

  • Aryosto Aragão

    Muito interessante! Está mais do que na hora de revermos quem são nossos verdadeiros heróis. Aqui na Bahia, quando uma over dose levou ao túmulo um dos seus cidadãos, praças, avenidas aeroportos, assembléia legislativa e até cidade, passaram a ter o nome do dito cujo. Até data importante e muito dignifica o Estado foi substituído. Seria bom que se mudasse realmente o nome da tal escola, ou, que no mínimo acrescentasse ao nome: ESCOLA ASSASSINO GENERAL MÉDICE ou, ESCOLA TORTURADOR GENERAL MÉDICE.

  • Mardones

    Imaginem a cara do sociólogo-mor do Brasil com uma professora assim. k k k k

  • Sylvia Tigre de Hollanda Cavalcanti

    Acrescento:parabéns aos precursores baianos,a professora e seus alunos.
    É até simbólico,uma vez que o Brasil foi descoberto lá na Bahia.Faço vo-
    tos que, assim como foi com o território brasileiro, o exemplo se expanda
    mesmo por todo ele.

  • Sylvia Tigre de Hollanda Cavalcanti

    De fato já está mais do que na hora da troca completa desse nomes
    abjetos de quem só fez mal,e muitíssimo mal mesmo,ao Brasil e aos
    brasileiros,durante a famigerada ditadura civil-militar. A troca deve ser
    total,em todo o território nacional,de norte a sul,de leste a oeste.

  • http://www.marcelochaveiro.com.br/Murilo Cesar Berrini da Fonseca

    Maravilhosa imagem !

  • Carlos de Sá

    Muito boa esta ação.
    Tenho alguns contatos no movimento estudantil secundarista aqui em Cuiabá e penso em dá essa sugestão pra começar uma campanha pra mudar o nome da Escola Estadual Garrastazu Médici para Krenhakarore, ou Kané, ou Suruí ou Cinta Larga, em homenagem aos grupos indígenas violentamente agredidos pela ditadura militar.

  • Romeu

    Em Porto Alegre temos a Avenida Castelo Branco. Já que não mudaram o nome, sugeri que se fizesse justiça dando o nome completo: Avenida Ditador Castelo Branco.

  • Ed araujo

    Parabéns a professora, aos alunos, e a escola deve mudar o nome, porque isso não é nome é carma…..conheçam o poema “Liberdade” de Marighella é lindo diz tudo desse herói brasileiro.

  • pap

    Que bom seria se livrar da herançao do carlismo também!

  • Tiao

    Aqui em SBC no bairro Las Palmas temos uma rua com o nome deste baiano arretado.Que honra !!!

  • renato

    Eita, ele deve estar maravilhado…

  • Mário Sérgio

    Em Campinas, SP, existe uma escola estadual chamada EE 31 de Março, isso mesmo, acreditem, data comemorativa do GOLPE MILITAR de 64 !
    Quando fui professor nessa escola, eu e mais dois professores tentamos mobilizar não só outros professores, mas também a comunidade local, a fim de mudarmos o nome da escola. Infelizmente a adesão não fora suficiente !!! Lamentável !!!

  • William

    Baita iniciativa!!

    Parabéns aos alunos e à professora, a exposição está muito legal!! Lindo de se ver!!

    Parabéns!

  • Denise

    É isso aí galera!

  • Pedro

    Que linda inciativa dessa professora, de resgatar a historia verdadeira dos que lutaram pela nossa liberdade e democracia. Parabéns! O Brasil precisa de mais pessoas nobres e visionarias assim que realmente mostrem para nossos jovens os bons exemplos da nossa historia.

  • Eugênio C. Rebelo

    E pensar que o “sociólogo”, o “farol”, o ” coisa ruim”, proibiu (ou queria proibir) o ensino da Sociologia fora das Universidades…

  • souza

    brilhante trabalho.
    o momento é oportuno.
    com certeza serão exitosos na questão da troca do nome da instituição.
    parabéns.

  • Antonio - SC

    Na verdade está na hora de fazer uma campanha nacional e abolir todos os nomes dos ditadores militares do golpe de 64. E aproveitar para raspar com avenidas com nomes de políticos estrangeiros. Av Pre Kennedy, Washigton, etc. O que estas figuras fizeram pelo nosso país?

    • Flavio

      Não posso me calar como cidadão de São Paulo – Capital que, durante o reinado tucano, foi capaz de re-nomear a Av. Àguas Espraiadas com o nome do testa-de-ferro do poder militar, o “jornalista” fundador do canal que não tem nada a ver… ou da ponte estaiada (que, por “coincidência”, é o cartão postal dos telejornais da tal emissora) construída superfaturada com nosso suado dinheiro) que recebeu o nome de outro “jornalista” entreguista …

  • Luiz

    No Amazonas existe um município chamado Presidente Figueiredo. Sim, aquele que disse que gostava mais do cheiro de cavalo que de gente e que pediu ao povo que o esquecesse, negando-se a passar a faixa presidencial ao seu sucessor. O que estão esperando os presidentefigueirenses fazerem a vontade do Figueiredo, esquecendo-o e mudando o nome do município?

    • Jadir

      Se prepara para receber crítica dos apaixonados pela ditadura militar.
      Eles irão dizer que a sociologia e a filosofia são doutrinadoras, não seria se ficasse ao lado da ditadura militar ou ao lado dos dominantes atuais. A ideia de tirar o nome de: CARRASCO AZUL MEDICI e colocar o nome de Marighella é uma boa.

    • Francisco

      Uma correção: o município de Presidente Figueiredo homenageia o primeiro presidente da província do Amazonas, no tempo do Império. Não é homenagem ao presidente da abertura.

  • Alvaro

    Moro numa cidade que tb tem um colégio com esse nome, é motivo de piada e algazarra entre os alunos. Fizeram até um hino extra-oficial da escola, onde chamam médici de ditador sanguinário, etc. mas parece que o estado não tem interesse em mudar não.

  • JBMartins-Floripa SC

    A ditatura acabou sim e começou a “ditabranda”. e acho a ditabranda pior que a de 1964, neste periodo sabia-se quem eram os inimigos, hoje porem eles usam holofotes, microfones, camaras etc, este mata muito mais pobres que a anterior, pois eles elegem seus candidatos, a Justiça não faz seu Papel constitucinal e o Congresso não avança nos projetos para normalizar a Democracia, fica o DITABRANDA como 4° Poder.

  • nadja

    A ditadura não acabou, ela hoje se chama plimplim.

  • valdo

    eheh, falo isto ha anos. Ninguem engana a historia. E mais, queria ver o filho dos descendente de torturadores( o pior dos covardes), ditadores e entreguistas e golpistas aparecerem. O filho de Jango esta de cara limpa, honrando o nome pai. Para a historia.

  • antonio mota

    Parabéns PROFESSORA pelo seu belo exemplo, ser MESTRE é isso, dar belos exemplos, parabéns, me sinto mais otimista.

  • Aderaldo Ferreira

    Aproveito o momento para sugerir apagar definitivamente os nomes dos algozes da nação brasileira de praças, ruas, avenidas, pontes, viadutos, alfarrábios, etc. Costa e Silva, Castelo Branco, Médici, Geisel, Figueiredo, Marinho, Frias, etc, relegados sumariamente à “Sibéria” do esquecimento.

  • Nuno

    Sugiro mudança de nome aqui em BH: o Viaduto Elevado Presidente Castelo Branco deveria se chamar Viaduto Elevado Golpista Castelo Branco.

  • parabens a esta turma,temos que acabar com este mania de chamar sonegador de impostos,de doutor,roberto marinho,deveria ser escrito com letras minusculas

  • Silvio - Sampa

    Aqui em Sampa tem um elevado com o nome horrendo de costa e silva mas foi carinhosamente apelidado de MINHOCÃO, como é conhecido.

    • lima

      não esquecendo que quem construiu o viaduto e deu o nome de costa e silva, foi paulo maluf, hoje um grande democrata e grande aliado de outro grande democrata, lula.

      • Octavio

        Lula é realmente um grande democrata! Qualquer pessoa que tenha ao menos dois neurônios sabe disto! Pode até negar, mas sabe que ele é um democrata. Diferentemente dos candidatos do DEM, PSDB , PPS e militares saudosos.

  • Helenita

    Aqui em Goiânia, é deplorável a quantidade de nomes de ditadores/torturadores em logradouros públicos, e logradouros importantes! Isso para ruas, avenidas, pontes, colégios, hospitais etc… Por outro lado, não tem uma Avenida Getúlio Vargas, João Goulart, e de Juscelino Kubischek só conheço uma avenida em um bairro afastado, assim mesmo um trecho de uma rodovia estadual que ninguém sabe bem que existe o nome do presidente.
    Goiás só apareceu no cenário nacional por obra de Getúlio ao garantir a mudança da capital para goiânia e de Juscelino que a duras penas trouxe Brasília e a Belém Brasília, e a Universidade Federal de Goiás, lançada em bases próprias para subsistir e ser ampliada sem restrições.
    Outro grande estadista que fizeram passar ignorado foi Mauro Borges Teixeira, derrubado pelos militares, com tanques e aviões… Mauro Borges estava implantando um plano de governo arrojado e humanista, foi o primeiro governo a instituir o concurso público para o funcionalismo, inclusive para delegados de polícia, combinados agro-urbanos no estilo de Israel, enfim, é incontável a lista de realizações em pouco tempo de governo, e saiu pobre…
    Mauro Borges morreu e não vi qualquer movimento para homenageá-lo…

    Desses estadistas nem os estudantes tomam conhecimento.

    • Octavio

      Faça, então, seu trabalho de formiguinha. Passe esta ideia adiante. Outras pessoas irão comprá-la. Mais dia, menos dia, os nomes serão mudados.

  • Urbano

    Substituir porque para fazer troca não é possível, em decorrência até da cotação de cada qual.

  • Hermes Sanchez

    Agora sim, justa homenagem ao patriotismo e humanismo que nortearam a vida desse defensor da democracia, que foi Marighella.

    “O terrorismo é uma arma que o revolucionário não pode abandonar”.

    Não basta mudar o nome da escola, é preciso incutir na juventude princípios como esse que vai acima, e que consta do Manual do Guerrilheiro Urbano.

  • A cidade de João Pessoa me parece ser a cidade que mais tem ditadores homenageados: Escola Presidente Médici, Conj. Castelo Branco, conj. Costa e Silva, Valentina Figueredo, Ernesto geisel, av. castelo branco, isto que eu me lembro. Está sendo proposto também uma lei para mudar os nomes. Não queremos os nomes desses assassinos e torturadores em nossa cidade.

  • PAULO FERREIRA

    em minha cidade, Ribeira do Pombal/BA, também tem uma escola municipal como mesmo nome (Médici), e quando propus tal mudança ( tirar o nome daquele ditador) em 2010, fui ironizado por alguns políticos e vereadores. Agora, com minha insistência, propuseram fazer um abaixo assinado (sic)… Vou pedir uma Ação Civil Pública e deixar com o MP. Só quero ver que irá ser contra!!!!

  • Ilo

    A elite medieval brasileira gosta de exotismo, ela criou uma pegadinha ‘engenhosa’: você é torturado barbaramente, se escapar da morte (com boa dose de sorte) é obrigado todo dia a passar numa rua, avenida ou estrada com o nome do seu torturador.

  • Que orgulho, professora !Na Bahia estamos acabando com grampinhos.

  • Carlos Moratelli

    Já passou da hora, dos paulistas fazerem alguma coisa para trocar o nome da rodovia Castelo Branco, para rodovia Carlos Lamarca.

    • antonio mota

      Tirar tambem o nome do queixo de cimento, o Jornalista e Acadêmico Roberto Marinho, que teve a biografia atirada ao lixo, pelos próprios filhos, quando confirmaram o que todos já sabiam e ele cinicamente negava, e assim ia as missas aos domingos, se comungava e negava ter contribuido para o desaparecimento de tantos brasileiros e das mortes e torturas de tantos outros. Que volte o nome original daquela bela obra, que não pode ostentar o nome de quem só desconstruio o Brasil.

  • rmoraes

    Enfim os sistemas de proteção da ditadura vão desabando!!! Logo conseguiremos realmente reescrever este período! Fora com os milicos assassinos!

    • Octavio

      Temos que ter cuidado com o termo milicos! Não podemos colocar no mesmo saco toda a instituição militar brasileira. É este comportamento que os maus militares (torturadores) desejam. Devemos é mostrar para os novos militares que eles não pertencem ao quadro de péssimos brasileiros que aqueles militares da ditadura pertenceram.

  • fabio

    Ja teremos uma cidade chamada Dr. Roberto Marinho, Terra dos ricos.

  • Savio

    Quantas avenidas Presidente Castelo Branco, Costa e Silva, etc.. não estão por aí? Nunca a faxina será completa, pois tem muito coroné que deixou seu nome por aí e até hoje é defendido pela família que ainda tem poder, mas ao menos dessa galera da ditadura poderíamos entrar num consenso, hein?

  • Edson Bahia

    Em Campinas tem um centro de saúde e um bairro com o nome Costa e Silva!

  • Elvio Rocha

    Se outros dentre os nossos educadores, em especial os do Ensino Fundamental e Médio, se dedicassem a trazer para as salas de aula e debater com seus alunos biografias de brasileiros ilustres que o “historialismo” nacional desprezam e enterram, não existiriam tantos coxinhas e o Brasil caminharia mais depressa em direção a um futuro realmente promissor.
    No interior paulista (e não só aqui, evidente) há muitos professores que preferem incentivar seus alunos a comemorarem pelas ruas, inclusive pedindo guloseimas à população, de casa em casa, o Halloween. Dá para imaginar a que ponto chegam a desinformação, o desinteresse pela história real e o nível desses colonizados? Diante destes, a professora Carmem é uma heroína. Idem sobre seus alunos..

  • Cacá Oliveira

    Prezadas e prezados,
    Olha só a diferença que uma mudança tão pequena de currículo pode operar na sociedade. Com apenas cinco anos (ou quatro e meio), desde que a sociologia e a filosofia foram incorporadas ao currículo do ensino médio, os frutos começam a aparecer.
    As meninas e meninos passaram a discutir mais e a olhar a vida com um outro olhar. Conhecer para mudar!
    Parabéns à professora e aos alunos e alunas pela iniciativa.
    Abração,
    Cacá

  • RICARDO

    PHA,
    De fato, pensem no cidadão honesto, corajoso e fraterno (como seus cumpanheiro)?
    Pois esse alguém é conterrâneo Carlos Marighella.

  • joao sal

    Em Brasília há uma proposta semelhante para mudar o nome da ponte Costa e Silva para….
    Ponte Bezerra da Siva.
    Dos dois Silvas, o Bezerra fez mais pelo país e pela sociedade que o Costa.

  • Yacov

    Já que o STF ELITI$TA corroborou a LEI DE AUTO ANISTIA promulgada pelos MILICOS ASSASSINOS, que a sua própria ELITEZINHA ABESTADA instigou contra o BRASIL, os BRASILEIROS HAVEREMOS de derrubar a famigerada LEI por conta própria. Acabou o tempo em que as elites outorgavam de cima e a seu bel-prazer os avanços no Brasil. VIVA CARLOS MARIGHELA !! VIVA O BRASIL !! VIVA O POVO BRASILEIRO !!

    “O BRASIL PARA TODOS não passa no SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO – O que passa SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  • Julia Rossi

    Que essa inciativa se espalhe!

  • Fernando Luis

    Mas que beleza! Parabéns pela coragem!

  • Francisco

    Demorou.

    Tem muita escola, bairro, cidade, praça, rua, avenida para ser devidamente higienizada.

    Ou vão meter os meninos na Papuda?

  • Matheus Paulsen

    Há uma esperança ,quando vemos atitudes corajosas como essa que nos confortam nesse Brasil que renega seus heróis ,criaturas valorosas como Mariguella jamais serão esquecidos.

    • Egomet

      Caro Matheus, só precisamos esperar um pouco para termos a prova de que o Brasil não renega seus heróis – somente alguns imundos entre nós o fazem!
      Espere e regozije-se com a volta – ali adiante; cada dia estamos mais perto – de Genoíno e Cia Ltda. Não será a primeira vez.
      Haverá muita celebração espontânea por parte do povo bom dessa terra.
      E esta será a nossa vingança que, como a verdadeira Justiça, tarda, mas não falha!

  • VANDA CORREA NUNES

    Uma idéia genial! vamos nessa.

  • na sociedade do espetáculo, contra a sordidez de um ensino programado para nada ensinar, estão muitos e laboriosos professores como está linda professora que sabe muito bem qual é seu mister. Parabéns.

  • Gilvan

    Parabéns pela providencial, manifestação.
    Aqui ba Bahia, toda cidade tem uma escola e uma rua, com o nome de Luiz Eduardo Magalhães. Alguém acha isso democrático?

    • Egomet

      Gilvan, eu, particularmente, nada tenho contra Luiz Eduardo Magalhães – nada contra, nem a favor.
      Mas posso lhe garantir que esse exagero que lhe chama atenção seja obra do pai de Luiz Eduardo. O pai dele, sim, é que sempre usou os baianos, sempre os tapeou, e sempre debochou deles.
      Esse exagero é um deboche, creia. É típico da gente dele – que, aliás, até hoje tem muitos baianos encabrestados.

  • Boa tarde.

    Querid@s colegas de luta que postam no blogue do CAf.

    Apesar do STF4P, do PIG e de tudo quanto é rescaldo udenista, duas brasileiras nos enchem de orgulho:
    Miruna, filha do grande Genoino, que ousa não se calar diante dos algozes dos petistas, e a grande educadora Maria Carmen. Excelente medida, a qual pode e deve se alastrar Brasil afora, onde há uma verdadeira miríade de “heroes” do povo brasileiro. Mudar os nomes e discutir o porquê. Valeu demais, Maria Carmen.
    Marighela vive.

    Saudações “Dilma, como eu aplico a ‘teoria do controle remoto’ à Internet? Lei dos Meios Agora. Globo, Mostra o DARF.“.
    Morvan, Usuário Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

  • Vai que a moda pega.
    O Brasil seria repaginado.
    Homenagearia apenas pessoas de bem.
    A idéia é sensacional.
    E considerando que quem manda é o povo…

  • É isso aí Maria Carmen! Esse momento de escuridão por que passamos, com justiceiros seletivos pairando sob o estado democrático de direito, iniciativa como a sua nos dão um alento e esperança de que os golpistas irão passar. Parabéns!

  • A sociologia refazendo a história na educação brasileira. Bons ventos. que venha uma nova geração de estudantes politizados até a raiz do cabelo.
    Oxalá!
    Felicidades aos alunos e a professora.

    • Egomet

      Caro diobral, acontece que dar nome a prédios, monumentos, obras públicas… é uma homenagem a alguém que represente algo bom, admirável, a ser cultuado…
      E, acredite, dar nome de traidores da Pátria a escolas, só pode ser por deboche, abuso de autoridade. Então, os que existem ainda, devem ser estirpados.

  • Valdeci Elias

    Eu sou contra mudar o nome, da escola. Ela como professora, deve lutar pra que Medici, não seja esquecido. Ensinar ao seu alunos os erros do passado, pra que não se repitam no futuro.
    Dilma está fazendo , obras em todos os lugares do país. Alguma pode levar o nome de Marighela.

    • Octavio

      Eu também sou contra mudar o nome. Basta completá-lo. Escola Torturador Covarde Medici.

      • Desculpe, mas a escola, além do lar, é um recinto sagrado, onde nos livramos do analfabetismo e aprendemos a convivência, o respeito às diferenças, o conhecimento do mundo, o questionamento, a reflexão, o contato com culturas diversas, noções de arte, cidadania, etc, etc. Portanto uma escola jamais se coaduna com tirania, tortura, injustiça, repressão, assassinato e preconceito. E esses nomes malfadados de militares nos remetem a tudo de ruim. Então sou francamente favorável à mudança urgente do nome da escola e de todos os mais onde houvesse. Peguem as placas com esses nomes de militares espalhadas por todo o Brasil e dêem de presente aos ministros do Supremo, com nossas condolências. Muitos deles vão adorar. É uma questão de afinidade de caráter.

  • Beaz

    Apoio, viva professora Carmem e a Bahia que orgulham o Brasil.Vamos apoiar! O PIG emburrece, diminui e cimenta! O PIG é morte.

  • Syk4Ryo e A 5a. Frota

    O PIG vai dizer que isso aí é uma conspiração comunista internacional. :)

  • Paulo Cesar

    ENQUANTO ISTO, NAS ESCOLAS PARTICULARES……………………..
    Procuram OCULTAR o nosso passado.
    Os exemplos para exercícios são tirados
    Da Veja ou dos jornais filhotes da globo
    As escolas particulares
    NÃO REALIZAM TRABALHOS DESTE TIPO
    Estes trabalhos são comuns nas escolas estaduais e municipais
    Trabalhos sobre ciências , em especial
    Competições municipais e estaduais com feiras, inclusiva
    COLÉGIO PARTICULAR É IGUAL CONSULTÓRIO DE MÉDICO
    SÓ TEM A RESVISTA VEJA E LIXOS DA MESMA NATUREZA

  • Maria Amaral (RJ)

    Êta, baianinha arretada! Exemplo de mulher educadora nordestina. Muito lindo!

    • Aqui em Teresina Capital do Piauí, a luta foi grande para mudar o nome de uma Escolar estadual de “Domingos Jorge Velho” o Bandeirante Paulista que exterminou os Índios nesse estado. Elementos como esses não merecem ser lembrados na nossa História Contemporânea nunca.

  • HCCoelho

    A revistinha do esgoto vai ficar brava. Tirar seu ídolo do nome de escola é, dirá ela, coisa de comunista. Ainda ha quem não se guie pelo bandido do pig.

  • Marcio Palma - SSA

    Ha á algum tempo eu venho sugerindo que o governador Jaques Wagner faça essa troca, mudando os nomes de ditadores e colaboradores, como ACM, Luís Eduardo Magalhães e família, por nomes de verdadeiros heróis baianos e nacionais.
    Aqui em SSA temos alguns colégios com nomes de facínoras como Médici, Costa e Silva dentre outros.
    Já passou da hora de mandar esses infames para o lugar que merecem: O esquecimento!

  • mg

    Linda, Linda, Linda

    e inteligente

  • Cicero - Porto Velho/RO

    PHA! Se a moda pega haverá uma revolução aqui em Rondônia onde temos não apenas logradouros e escolas públicas com os nomes dos ditadores militares, mas, também, cidade denominada de “Presidente Médice”. Existem ainda, mas com certa lógica pela existência da localidade e pelo trabalho realizado, homenagens aos Coronéis “Ministro Mário Andreazza” (cidade), “Jorge Teixeira” – “Teixerópolis” (cidades que homenageiam o construtor de Rondonia). Homenagens a militares em Rondônia não faltam, embora, como o próprio nome do Estado diz, a sua existência decorreu de atos exclusivamente militares – os de outrora e de cepa.

  • Sérgio S.

    “Amanhã há de ser outro dia.

    Você vai ter que ver

    A manhã renascer

    E esbanjar poesia….”

  • Fábio

    Parabéns a todos vcs! Enquanto o PIG pode dizimar uma sociedade democrática, a educação pode nos libertar de toda ignorância imposta pelo PIG.

  • Mariano

    ELES ESTÃO APRENDENDO COM O PT. SINAL DE INTELIGÊNCIA !

    Tá na Folha. Portanto, acredite se quiser:

    “De olho em 2014, Alckmin adota programas do PT”

    “Focado em montar a vitrine de seu governo para a eleição de 2014, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), tem anunciado programas e projetos na mesma linha de medidas já adotadas pelo PT nas esferas federal e municipal.

    Amanhã, o governo paulista deve anunciar que enviará à Assembleia Legislativa um projeto de lei que prevê benefícios para negros e índios em concursos do serviço público estadual. Segundo a proposta, os candidatos receberiam pontuação extra em relação aos demais participantes na etapa final dos processos seletivos”.

    Já estão de sacanagem com o Padilha. Daqui a pouco eles estão aderindo ao MAIS MÉDICOS. Essa infecção pega!

    • Nonabase

      O caminho é esse. Assim como o PT teve coragem de assumir parte do programa econômico do FHC, o PSDB só terá alguma chance se assumir pelo menos em parte o programa de inclusão social do PT. Quem ganha é a democracia e o povo brasileiro.

    • Tânia

      Falando em Programa do PT alguém tem visto os posts do PT no Facebook? Como diria PHA:.S E N S A C I O N A L!!!!!!!!

  • Carlos Adonias

    Uma história comovente. Uma homenagem merecidíssima ao incansável combatente. Quem nos dera isso acontecesse em todo o Brasil. Em Brasília a ponte que acessa o Lago Sul tem ainda o nome do energúmeno Costa e Silva. Uma lástima.

  • Noronha

    Precisamos apoiar essa iniciativa..

  • Nilson

    Sou a favor que mudem o nome da escola Baiana. Nada mais justo. No regime militar tinham esta mania de colocar nome de ditadores em escolas, até cidade como nome ditadores como o Presidente Figueiredo,e Ernesto Geigel que é nome de Bairro…

  • Marcos LULA da Silva

    Só a Educação transforma !!! (Enquanto o PiG, deforma.)

  • Ruy

    Por que só o Médici? Não estaria na hora de uma lei proscrever o uso do nome de ditadores e assassinos em vias públicas etc. etc.?

  • Joel Miranda

    PHA, uma professora e seus alunos, todos arretados!
    Que as autoridades competentes realizem este desejo da escola.

  • Cesar

    Muito bom. Será que tem algum site para a gente apoiar a medida?

  • Vanilton Alves

    Nós, povo brasileiro, precisamos desmascarar, desnudar, a cada dia, essa mídia conservadora nociva que tem manipulado a informação a favor de seus interesses e de seus apadrinhados, em detrimento do interesse social. Viva a internet e a consciência ativa dos brasileiros!

  • Nelson L Duarte

    Em Boa Nova, interior da Bahia, a Escola Garrastazu Medici teve seu nome alterado para Escola Vandik Reidner Coqueiro, militante do PCdoB assassinado pela ditadura na Guerrilha do Araguaia.

    • Esse povo baiano é mesmo especial. Apoio totalmente a troca do nome.
      Proponho também, para São Paulo se libertar de vez do julgo do colonialismo e da elite retrógrada, que seja criada uma avenida ou uma nova estrada com o nome de Getúlio Vargas e que troquem o nome da Av. Roberto Marinho. Como a direita quer QUALQUER UM PARA O LUGAR DA DILMA, sugiro que troquem de roberto marinho até mesmo para AV. TIRIRICA.

  • bira

    Com o meu total apoio

  • filho

    Que coisa linda..

  • Nora Silva

    Maravilha!!! eta professora !!! VIVA !!!

Deixe seu comentário

"O Conversa Afiada não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas ou que excedam 15 linhas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Conversa Afiada."

  •