Política

Você está aqui: Página Inicial / Política / Quem deu a nova orientação ao Léo Pinheiro?

Quem deu a nova orientação ao Léo Pinheiro?

Juca ajudou o Moro a ajudar os clientes
publicado 14/07/2017
Comments
Sem Título-14.jpg

Juca se esbaldou no vatapá e depois cuspiu-o na Fel-lha (Crédito: VejaSP)

O funcionário da OAS Léo Pinheiro deu 999 testemunhos ao Imparcial de Curitiba - que merece ilimitados elogios do Mino Carta - , no âmbito da Operação Lava Jato.

Nos primeiros 998 testemunhos, Pinheiro disse que o Lula não era o dono do triplex.

Na 999ª ele disse que o Lula era o dono do triplex.

No pronunciamento em que virou o Imparcial de Curitiba pelo avesso e se lançou candidato em 2018, Lula disse que Pinheiro tinha recebido "nova orientação" para dizer que ele era o dono do triplex (que não é dele).

Ali, Lula chegou a desafiar o Imparcial de Curitiba.

- Ele me mandou pagar R$ 750 mil de indenização à Petrobras. Tá bom. Por que ele não me dá o apartamento que diz que é meu, eu vendo, e pago à Petrobras?

Mas, amigo navegante, quem mudou a "orientação" do Léo Pinheiro e mandou ele dedudurar o Lula?

E foi essa deduduragem a ÚNICA prova do Imparcial de Curitiba, além, é claro de uma "reportagem" da Globo Overseas.

(Engraçado que o Moro jamais pisou no triplex ao lado do "do Lula", onde se alojam a Mossack Fonseca e seus ilustres clientes, a família Marinho... Não vem ao caso!)

Quem pode ter endurecido o dedo do Léo Pinheiro?

Quem o "orientou"?

Roberto Telhada e Edward Carvalho eram os advogados criminalistas desde que Léo Pinheiro foi preso pela primeira vez, em novembro de 2014.

Porém, desde 20 de abril deste ano, José Luis Oliveira Lima, o famoso Juca,  passou a defender Léo Pinheiro.

Oliveira Lima é o advogado também do Rocha Loures, desde 18/05.