Brasil

Você está aqui: Página Inicial / Brasil / Massacre executa nove sem terra

Massacre executa nove sem terra

Suspeita recai sobre capangas de fazendeiros
publicado 21/04/2017
Comments
MT.jpg

Comissão Pastoral da Terra diz que região tem histórico de violência (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Do G1:

Subiu para nove o número de mortes confirmadas em uma área rural no município de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, durante um ataque por disputa de terras na quinta-feira (20). As mortes foram confirmadas pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT). Um grupo encapuzado invadiu a área e atirou contra as famílias que moram no local. Três peritos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram enviados nesta sexta-feira (21) para ajudar na identificação dos corpos.

Segundo a Comissão Pastoral da Terra (CPT), o local do crime é um assentamento rural. Em nota, a entidade lamentou as mortes e lembrou que algumas famílias foram expulsas da área por homens fortemente armados em 2004. O governo não confirma a informação de que a área é um assentamento rural.

As vítimas da chacina, segundo o governo, são todas do sexo masculino e não há crianças entre os mortos. A confirmação do número de mortos foi feito após a chegada de forças policiais no local do crime. De acordo com o governo, a suspeita é que os autores do crime sejam capangas de fazendeiros da região.

(...)

Antes, o Conversa Afiada havia reproduzido da Fel-lha:

Ao menos cinco pessoas foram mortas a tiros em um assentamento na zona rural do município de Colniza, a 1.065 quilômetros de Cuiabá (MT), na tarde desta quinta-feira (20).

Segundo a Polícia Civil do Mato Grosso, que está a caminho do local, testemunhas dizem que homens encapuzados invadiram o local por volta do meio-dia e atiraram nas famílias.

Há crianças e idosos entre os mortos, dizem as testemunhas.

A suspeita é de que os autores do crime sejam capangas de fazendeiros da região.

(...)