Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Publicado em 18/03/2013

Eduardo é a oposição indireta.
Coimbra: 2014 está resolvido

“Falta combinar com ele se pretende ser o porta-voz da direita e se o eleitorado conservador o reconhecerá”.

Segundo a colona (*) “Painel” da Folha (**) deste domingo, a ponte entre Eduardo Campos e os empresários – clique aqui para ler “Eduardo se lança candidato para empresários de São Paulo” – é o notável líder socialista e nacionalista de Santa Catarina, Jorge Bornhausen.

Segundo o jornal Brasil Econômico, desta segunda-feira, na pág. 3, no “Mosaico Político”, o deputado federal Marcus Pestana, presidente do PSDB de Minas, o prefeito socialista de Belo Horizonte, Márcio Lacerda “estará com Aécio”.

Até porque, segundo Pestana, a ligação de Lacerda no PSB é mais com Ciro Gomes do que com Eduardo.

E Ciro Gomes diz que Eduardo não “tem estrada” para ser Presidente.

Segundo Ilustre colonista (*) da Folha (**) – ela é implacável no espaço político compreendido em 180 graus do espectro político, e só ali – Eduardo não vai fazer uma campanha de “oposição direta” a Dilma.

Recentemente, na opaca seção que ocupa no Globo – o 12º voto no Supremo -, Ataulfo Merval de Paiva (***) deu a entender que Eduardo é um excelente candidato.

Só falta definir se será do Governo ou da Oposição.

Formidável !

Primeiro, o Globo escolhe um candidato.

Depois, decide que ideias deve ter !

Mas, no fundo, o que o Ataulfo Merval revela é uma estratégia para levar a eleição para o segundo turno.

Depois, o jornal nacional e o Supremo cuidam do que interessa: o Golpe !

Porque, como se sabe, a Globo não ganha eleição.

Nem pra Papa.

A Globo dá Golpe.

Clique aqui para ler “G” de Globo é “G” de Golpe.

Diante de tantas desencontradas informações, cabe meditar sobre as serenas reflexões de Marcos Coimbra na Carta Capital desta semana:

Especulações



As eleições de 2014 ainda estão, para a vasta maioria da população, a uma distância colossal. Nas pesquisas, é só depois de algum esforço que as pessoas se recordam que elas ocorrem daqui a um ano e meio. Enquanto isso, nos meios políticos e na “grande imprensa”, é como se fossem acontecer amanhã.

Será nossa terceira eleição nacional em que o presidente em exercício é candidato. Antes de Dilma, Fernando Henrique, em 1998, e Lula, em 2006, passaram pela experiência. Ambos tiveram sucesso, mas de maneiras diferentes.

A que temos no horizonte se assemelha à do tucano. Nada indica que Dilma terá que lidar com turbulências tão fortes quanto as que atingiram Lula, seu governo e o PT em 2005 e 2006. Nem o mais exaltado oposicionista imagina que ela venha a enfrentar situação análoga à que seu antecessor viveu no meses de auge das denúncias contra o “mensalão”
.

Dilma deve disputar seu novo mandato em momento mais marcado pela normalidade que pela excepcionalidade: sem crises agudas na economia, na política ou no cotidiano da sociedade. Não que o País estivesse no melhor dos mundos em 1998, como vimos imediatamente após as eleições, mas nada que impedisse a vitória relativamente tranquila do então presidente.
Apesar dessa semelhança, é grande o contraste entre o ambiente de opinião que vivíamos em 1997 e o de agora.

A partir de junho daquele ano, quando foi promulgada a emenda que permitiu a Fernando Henrique concorrer a um novo mandato, entramos em período de calmaria. O escândalo da compra de votos para aprovar a mudança constitucional havia amainado, a tropa de choque governista impedira a constituição de qualquer Comissão Parlamentar de Inquérito e a Procuradoria-Geral da União, dirigida por alguém escalado para tudo engavetar, mantinha-se inerte. Os ministros da Suprema Corte preferiam se entreter com outras coisas.

Nesse clima de tranquilidade, ninguém se pôs a especular a respeito de nomes e cenários. Dir-se-ia que, uma vez estabelecido que FHC seria candidato – independentemente dos meios utilizados -, os comentaristas e analistas ficaram satisfeitos com a perspectiva de que ele viesse a vencer as eleições seguintes. É como se achassem que não era somente natural, mas desejável que o peessedebista permanecesse no Planalto por mais quatro anos.

Um claro sintoma dessa pasmaceira é que sequer se fizeram pesquisas sobre a eleição até o final de 1997, pelo menos que fossem divulgadas. Apenas uma foi publicada, já em novembro. Ninguém se mostrava ansioso a respeito de quem tinha condições de ganhá-la.

A vantagem de FHC sobre seus oponentes era, no entanto, muito menor que a de Dilma hoje. Naquela pesquisa de novembro de 1997, realizada pelo Ibope, obtinha 41%, seguido por Lula com 16% e Sarney com 9%.

Sua liderança permaneceu modesta nos primeiros meses de 1998: em março, segundo o Datafolha, repetiu os 41% (com Lula alcançando 25% e sem Sarney). Caiu a pouco mais de 30% entre abril e junho, e voltou aos 40% daí em diante. Na véspera da eleição, atingiu o pico, com 49%.

Nas muitas pesquisas sobre a próxima eleição feitas ao longo de 2012, Dilma nunca obteve menos que 55% e muitas vezes chegou aos 60%. Mesmo quando se colocaram na lista nomes apenas para fazer barulho, como o de Joaquim Barbosa.

Quem achou, em 1997, que FHC iria ganhar com seus 40%, não errou. Um presidente bem avaliado, em um momento em que o País vai bem (ou parece andar bem), tem tudo para vencer
.

De onde, então, tiram os analistas da “grande imprensa” seu ceticismo em relação às chances de reeleição de Dilma? De onde vem seu afã em identificar os “formidáveis adversários” que poderiam derrotá-la?

No momento, estão enamorados pelo governador Eduardo Campos (PSB-PE). Devem acreditar que as possibilidades de alguém vindo do bloco governista são maiores que as de oposicionistas genuínos.

Não é isso, todavia, que desejam os vários “amigos” que Campos tem hoje na mídia de direita e nos partidos de oposição. O que querem é que seja um coadjuvante, que tome votos à esquerda e no Nordeste da presidenta e faça alguma coisa que ajude o candidato do PSDB a suplantá-la.

É verdade que o dinamismo do socialista atrai os que se sentem desconfortáveis com o estado atual da candidatura tucana. Aécio passa por um momento delicado, espremido entre as traições dos serristas e o patético esforço da velha guarda de seu partido em abduzi-lo e mantê-lo sob controle, encarregando-o da inglória missão de defender a “herança de Fernando Henrique”.

Como o lançamento da Rede de Marina Silva deu em nada, resta aos anti-lulopetistas, no momento, a ilusão de Campos. Falta combinar com ele se pretende ser o porta-voz da direita e se o eleitorado conservador o reconhecerá e se sentirá confortável com ele.

Mas isso tudo é secundário. Como em 1997, quando a eleição de 1998 parecia definida – e estava mesmo -, a eleição de 2014 tem cara de resolvida. Por mais que alguns se aborreçam com o fato.

Navalha

Deve ser por isso que o Nunca Dantes focaliza em São Paulo com um raio laser.

Paulo Henrique Amorim

 

(*) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG que combateram na milícia para derrubar o presidente Lula e, depois, a presidenta Dilma. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse pessoal aí.

(**) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é, porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

(***) Até agora, Ataulfo de Paiva era o mais medíocre dos imortais da história da Academia Brasileira de Letras. Tão mediocre, que, ao assumir, o sucessor, José Lins do Rego, rompeu a tradição e, em lugar de exaltar as virtudes do morto, espinafrou sua notoria mediocridade.

 

Comentários

  • rolando

    preparem-se pra chapa da direita raivosa:eduardo presidente , serra vice…é a única opção capaz de salvar o golpe…

  • Made in Chorrochó

    Eduardo sequer tem apoio de seu próprio partido,já que Cid e Ciro Gomes,caciques do partido no Ceará,pelo visto,não estão comungando desta aventura.
    Acorda,sujeito, o PIG está lhe usando como boi de piranha !!!…
    As obras executada em Pernambuco,quase totalmente,é de recursos Federais.Baixa a bola e não larga a boquinha que está favorecendo seus conterraneos.Pelo visto,a vaidade e os holofotes estão fazendo Eduardo Campos pensar,que ele é a estrela.

  • Rodrigo Souza Gomes

    Em 2012, Eduardo ainda estava no muro para não ser visto como oposição. Se pular de vez o alambrado, Lula vai estar uma vez por semana em Pernambuco para derrotá-lo e fazer o próximo governador.

  • Frances

    Bessinha, uma duvida:
    Esta coisa ao vento, e uma biruta ou um biruta?

  • Benê

    Nunca confiei nesse novo “playboizinho”. Seu sucesso se deveu aos investimentos maciços do governo federal (de Lula/Dilma) ao seu Estado (Pernambuco).
    Resta concluir que ele cuspiu no prato em que comeu.
    Agora, se juntar à elite gospista é, no mínimo, traição.

  • Valdete Lima

    Deixa vir quem quiser! Candidate-se todo a oposição e, mesmo assim, a Dilma leva. Quem viver, verá. Agora nós podemos cantar, para matar de raiva os militares que ainda vivem do tempo da revolução: ”Este é um país que vai pra frente, oi,oi, oi, oi……”

  • Roney

    Eu acho que nós de pensamentos progressistas, frequentadores do CA,estamos dando mais audiência a esse mauricinho do que o próprio Pig. Não vamos dar audiência a quem não merece.

  • Maria das Dores Rocha

    A reeleição de Dilma é fava contada.Pelo alvoroço da tucanalha dá para sentir o pânico no ninho dos abutres,que tudo farão para chegar ao segundo turno. Debalde.Ganharemos no primeiro. Com tranquilidade. O povo brasileiro sabe o que é melhor para ele.

  • baader

    vitória trabalhista da Dilma é o que queremos (quem sabe no segundo mandato ela resolva atacar o que até agora vem protelando, como a lei da mídia – não me venham com essa de que é o congresso que deve propô-la. cenário: proposta toma a pauta geral, cai na boca do povo e divide claramente qual congressista é contra/a favor. em vários momentos isso ocorreu com outras pautas). acontece que se FHC pôde vencer fácil para segundo mandato, hoje a mídia e outros espaços institucionais são (cada vez mais?) de oposição e podem fazer mais do que criar apenas ‘obstáculos’. isso não foi levado em conta no texto, acho.

  • veranis

    Nos PIGS de hoje continuam a exaltar o grande traíra Eduardo Campos. Uma boa sondagem deveria ser feita em Pernambuco, onde o mesmo PÌG diz que ele tem 90% de aprovação. É óbvio que vão ter de informar nessa sondagem que o referido, está traindo Lula/Dilma. Como será que ficaria? Tenho muita curiosidade em saber.

  • Mardones

    ”Collor” vai renascer na pele de Eduardo Campos, pois Aébrio não caiu bem no papel de galã moderno. Aliás, Aébrio caiu bem no papel de playboy irresponsável. Já o Cerróquio é uma lástima. k k k k

    Uma pena que a Rede de Marina parece não ter cercado muitos peixes. k k k k k k. A coitadinha nem aparece mais no CAf.

  • Carlos

    O PSB por iniciativas de alguns pode perder a oportunidade de eleger seu presidente em 2018. O fortalecimento do PMDB pulverizado entre muitos municípios e Estados pode simplismente ser a força centro direita que tomará o poder. Infelizmente o PSB não está vendo o óbvio. Depois não pode chorar o leite derramado.

  • souza

    de cima do muro.
    do lado de cá, o chão esta a tres metros, tem luz, tem respeito ao social, as minorias.
    do lado de lá, o chão esta a trinta metros, sem luz, esgôto, trevas, ratos, cobras.
    e o cara ainda escolhe o lado de lá.

  • Felipe Vargas Zillig

    Quando os setores mais a esquerda do PT passam a priorizar os anseios da sociedade ao invés dos dogmas políticos doutrinários de teorias políticas o mapa político brasileiro sofre a modificação profunda que ocorreu e também a América do Sul.
    As prioridades , combate a miséria entre outras são mantidas e realizadas , porem questões mais ou menos importantes sem o mesmo apoio da sociedade não são realizadas e conjuntamente com este posicionamento estratégico ocorre a unidade das esquerdas e as coligações com outros partidos.
    Os resultados tem números e são fato , assim como de várias outras formas este modelo se espraia pela AS e consegue resultados semelhantes operacionais e eleitorais.
    O PSB aumentou e ganhou espaço neste processo , se houver candidatura e chegarem a frente do psdb , a principio ainda meio complicado e com grandes chances de sair titica desta candidatura , o mapa com duas forças principais progressistas e uma terceira força neoliberal internacionalista como terceira força se confirmará. Está deverá minguar até sua extinção sendo substituída por uma força liberal nacionalista esta legitima.

  • Árley

    2014 Dilma reeleita nossa presidenta e Pimentel Governador de MG. Vai ser uma ralada geral no PSDB.

  • Felipe Vargas Zillig

    Coimbra define o quadro eleitoral para o próximo ano com perfeição.
    Um possivel fato secundário mas relevante seria , e talvez isto defina atraves das pesquisas se Campos concorrerá ou não , o candidato do PSB chegar a frente de serra ou Aécio.
    Enterra o dem e o psdb e fica a incognita da posição ideológica que o PSB assumiria. dem e psdb com a direita conservadora internacionalista e o PSB um centrão , próximo do perfil do governo com as coligações.
    Ciro e os nomes históricos socialistas são a alma do PSB , coligação com a oposição ou representar os setores mais conservadores é praticamente impossivel sem que o partido se dissolva por abandono de quadros ou falência ideológica.

  • mauricio augusto martins

    É duro a oposição pig, entrar num consenso, com estas tentativas de lançar m… no ventilador pra ver se cola alguma coisa, estão se desgastando à toa, pois irão ficar ESTUDANDO em Blogs Sujos, para ver se pega alguma coisa, acho que já está amadurecendo os nomes dos Frias e os filhos do Roberto Marinho e como elles não tem nome mesmo, poderia um delles usar o nome de Candidato Das Águas Espraiadas teria tudo a ver, pois a direitona-furiosa identificaria a “novidade” depois do çerra lógico, mas a maior preocupáção delles mesmo é não perder os “dedos” como já sabemos muito “grandes”, porque o Anel…maumau

  • joao pedro

    Então podem econmizar muito dinheiro e não encomendar pesquisas da Vox Populi, que dinheiro vai sobrar! Boa notícia, uma eleição sem precisar de pesquisas do Sr.Coimbra.

  • Na minha humilde opinião,Eduardo Campos,ele mesmo,já entrou em uma gelada.O pig conta com ele para tentar tirar votos de Dilma e nunca vai enxergá-lo como candidato de peso,exceto ele mesmo e suas ilusões.Agora se Eduardo Campos cair na real e desistir de sua candidatura,ele corre seríssimos riscos de sofrer retaliações do pig e do PSDB como as que Gabriel Chalita está recebendo,Roseana Sarney em 2002 e etc.Esperamos que Eduardo Campos abra os olhos rápido(se já não for tarde)aceite ser ministro da Dilma em 2015 e mande gente como Roberto Freire e Jarbas passear bem longe,essa gente que sempre contribui para o atraso de Pernambuco e da política do Brasil.

  • confrade

    eduardo é a oposição tênue, aquela que tem a consistência de um pudim.

  • Marcos Lima

    Eduardo Campos repete discurso da oposição e adere à ‘Petrobrax’

    Num evento em que testava a recepção à sua candidatura à Presidência da República – um jantar para um grupo de 60 empresários em, em São Paulo, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB-PE), mostrou afinidade com o slogan usado por José Serra (PSDB-SP) nas eleições de 2010 (“O Brasil pode mais”), e lançou uma versão adaptada para si dizendo que “dá para fazer muito mais” Quer ler tudo desse tucano. Esta no site da Rede Brasil Atual http://www.redebrasilatual.com.br/blog/helena/eduardo-campos-repete-discurso-da-oposicao-e-adere-a-petrobrax

  • Urbano

    O eleitorado da direita, mais perdido do que agulha num mega depósito de palha, o que mais procura é resgatar um dos seus que esteja ou que esteve infiltrado na esquerda. Isso, até como tábua de salvação para os discursos idiotas e manjados, que mesmo sendo desse quilate, já está em falta há tempos. Enfim, precisa de uma idiotia (nunca conseguiram sair disso) dita por caras novas, que venham a se utilizar de mutretas e discursos menos inconsistentes, pois dez anos se passaram e apenas o monocórdio das mesmas ladainhas dos tempos da udn, nem os estreitos de juízo da oposição ao Brasil agüentam mais.

  • Samuel Cradoso

    Sou professor da Rede Pública Estadual de Pernambuco. O nosso salário é um dos piores do Brasil. Preciso dizer mais alguma coisa??????
    É Dilma na cabeça em 2014!!
    Lula para governador em São Paulo!!

  • Johnny

    Em 2014, nem com a ajuda do PIG e seus lacaios, esse Eduardo Campos chega a 10%. Aliás vamos estimular o PIG a lançá-lo candidato. Vai dar Dilma no 1º turno.

  • Saulo

    O militante direitista Noblat já disse q a Dilma se adiantou na agenda das eleições de 2014 por medo da força do Dudu Moita !!! Sem noção !!!! KKKKKKK !!!!!!!!!

  • Renato Kern

    O lançamento da Candidatura do Eduardo Campos foi mais uma brilhante idéia do Lula. Deixou a imprensa e a oposição atordoados.

  • Hélio Pereira

    Pelo que eu sei: o Jorge que esta “fazendo Ponte” entre o Eduardo Campos e os empresários de SP é o Jorge Gerdau Jonhannpeter que faz parte do Governo Dilma,ocupando “cargo de confiança” da Presidente.
    Acho que Dilma “esta dormindo com o INIMIGO” ao manter no cargo alguém que trabalha hoje para derruba-la em 2014.
    Dilma deveria mandar Jorge Gerdau e todos integrantes do PSB no Governo Federal “catar coquinhos”e trabalhar só com os que estiverem comprometidos com o apoio a sua reeleição em 2014!

  • Osvaldo

    P S B
    P S D B
    Notaram? Só entrou um D no meio.
    D de Dilma…

  • Delano Pessoa

    Um partido que não é partido (rede), uma oposição que não é oposição…
    Eles querem confundir pra ver se sobra uma bola na cara do gol(pe).

  • Laura

    Eduardo está parecendo um adolescente que acha que tudo pode.
    Ele tem que correr muito chão para chegar aos pés de Dilma e Lula.
    Penso que será ótimo que se candidate, porque então terá a medida exata de sua “importância política nacional”. Ele tem esquecido que a projeção que teve até hoje se deveu, basicamente, aos governos de Lula/Dilma. Se o governo federal fosse formado por quem agora o apoia e joga confetes, ele não seria conhecido nem em Pernambuco.

  • Morais

    Dilma 2014 e não tem pra ninguém.

  • Vera Billie Jean

    Lulilma FOREVER

  • Vera Billie Jean

    não passa de um Bláblárino

  • salete cesconeto de arruda

    Também acho que falta ele COMBINAR com a DIREITA qual o seu papel uma vez que ele NÃO LEMBROU DO POVO – PT e simpatizantes.
    No tempo do Serra era todos no mesmo NINHO para chocar a serpente.
    Agora é todos na mesma REDE para salvar TUBARÃO?
    Nossa!
    Nossa!
    Assim a OPOSIÇÃO sem PROJETO me MATA!
    De RIR !

  • Antonio

    Eduardo Campos se tivesse um pouco de carater até podia se candidatar a presidente mas não se aproximar do PSDB DEM PPS. Ele mostra que é capaz de qualquer coisa pelo poder. Desses o Brasil não quer. Vai pastar …

  • RICARDO

    PHA,
    Essa resposta seu articulista e presidente de um instituto de pesquisas vem do nada, decerto.
    O Vox Populi, por exemplo, dizia que a então candidata Dilma ganharia as eleições já no primeiro turno, e com considerável voga.
    Já no 2º turno, apenas 6 milhões de votos separarm a vitoriosa do derrotado, no universo de quase 150 milhões de eleitores.
    Portanto, creio que não há por que se preocupar. A reeleição da presidente Dilma está assegurada.

  • RICARDO

    PHA,
    Mas não foi a presidenta Dilma da Silva quem deu início à corrida presidencial, com aquele comício transmitido pelas redes de tv, a propósito de anunciar a redução(?) nas contas da energia elétrica?
    ôh, me ajuda aí!

  • Eduardo Campos é a Marina Silva da vez. O objetivo de tanta bajulação com o governador pernambucano é de usá-lo como usaram a “Blablárina” em 2010. Ela se empolgou tanto mas foi como aquele sucesso musical fabricado: desaparece logo. Eduardo Campos vai ser mais um, no final das contas, a ter o filme queimado.
    Vinte milhões de votos não elege um presidente no Brasil. Só atrapalha.

  • Teco

    Bornhausen? Quem é? Com um apoio desse é melhor parar.
    Aqui em SC, não se candidata a mais nada,pois sabe que o
    povo confia mais em Mãe Diná do que no Kaiser como gosta
    de ser chamado.

  • Edson Lula da Silva Roussef

    Em 2014

    Lula Lá.

  • Aqui um recorte de como o PIG vai jogar nas eleições. Vem ai o “catolicum militantes”. A eleição para o PIG já começou.
    Leiam
    http://www.obroguero.com/2013/03/pig-vai-usar-papa-na-eleicoes-contra-os.html

  • O Ciro Gomes no alto de sua incontestável sabedoria deu um recado ao Eduardo Campos: ” Se queres passar vergonha, seja candidato a presidência da república .” por outro lado se o Eduardo Campos teimar em ser candidato e aceitar o apoio da Globo, bem aí a marca na paleta será eterna.

  • jonios

    Este filme patrocinado pela Globo já é bastante velho. A trama, ora desenvolvida em torno de Eduardo Campos, é a mesma que “fabricou” o senhor Collor de Mello no final dos anos 1980. Eduardo Campos só cai se quiser…ou for tolo demais para deixar-se seduzir por tão vazio canto de sereia.

  • Edson Lula da Silva Roussef

    Eu acho que a Dilma não tem peito para bater de frente com esta canalhada. Então amigos, nos resta o Lula, ele deveria chamar o Eduardo na Chincha.

  • Danilo

    Com a recente espetacularização do judiciário, alguém duvida que em 2014 ou um pouco depois teremos o nosso ex presidente Lula sentado no banco dos réus e com julgamento sendo transmitido em tempo real para todo o Brasil?
    Esse é o objetivo do prevaricador-geral e dos tucanos, destruir a imagem de Lula e apagar o PT do imaginário popular.

  • Luis R

    O cabra ‘lança’ a candidatura a presidência para 60 empresários e se diz socialista!?

  • Neco

    Indiretas, já !
    Só assim PIG vence eleições.

  • monge scéptico

    eduardo+ tenho jatinho pq posso; farinha do mesmo saco

  • jcm

    O Eduardo Campos deve estar pensando assim: se eu entrar nessa eleição como nada e sair como meio, já tá bom demais!

  • Silva

    Eduardo, não é posição indireta, e sim direta ele está esculhambando com o Governo Dilma a todo instante. É um grande judas. Dá-lhe Dilma 2014, sou pernambucano e voto na minha presidenta querida.

  • Thiago

    Chega a ser inacreditavél que o senhor Merval Perreira já está até contando vitória para oposição em 2014.Só que ele está esquecendo de combinar com o povo brasileiro.

  • Welton

    Eduardo parece não saber ainda se defenderá no palanque o legado de Lula/Dilma ou de FHC.

  • João Augusto Rocha

    Contudo Dilma e Lula vão apoiar Eduardo no segundo turno (em Pernambuco)!

  • Marcos LULA da Silva

    É isso aí Coimbra. Em 2014 é DILMA, no primeiro turno !!!

  • Morvan

    Bom dia.

    Car@s amig@s do Conversa Afiada.

    Como é fácil ser oposição, no Brasil:
    Blogue do Josias – PSB só devolverá cargos a Dilma no fim do ano!

    A disposição do PSB de devolver a Dilma Rousseff os cargos que ocupa no governo é inversamente proporcional à evolução da candidatura de Eduardo Campos à sucessão de 2014. No comando de dois ministérios, o partido do governador de Pernambuco decidiu que não vai abrir mão de suas posições antes de setembro.”.

    Quer dizer, “dá pra se fazer mais do que com Dilma, mas não se faz nada sem o apoio federal”; é isso?

    Saudações “Lula: a transformação de um país; elite brasileira: o cancro antissecular e a desserviço da pátria“,

    Morvan, Usuário Fedora Linux #433640.

    • romu

      Não é o PSB que tem que devolver. É a presidente que tem que retirar os cargos destes traíras. O governo não precisa dos votos do PSB para passar seus projetos no congresso.

      • Roney

        apoiado romu. Sem a grana dos ministérios eles morrem antes do tempo.

      • Morvan

        Boa noite.
        Caríssimo Romu.

        Concordo. Pus o “linque” para demonstrar a hipocrisia do sr. Eduardo Campos, e não para dizer que seria obrigação dele. Obrigação o é, no campo ético…
        Não parece ser o caso do sr. Eduardo.

        Saudações “Lula: a transformação de um país; elite brasileira: o cancro antissecular e a desserviço da pátria“,
        Morvan, Usuário Fedora Linux #433640.

  • Fred Azevedo

    2014 se resolveu em 2002…quando o povo elegeu Lula como seu protetor!

  • João Pedro

    A oposição do Eduardo tem sido muito mais contudente que a oposição do Aécio!!!

  • Nilson

    Biruta de aeroporto é do Padim este título, dado por Dilma.. …Nessa o Bessinha errou,,

  • WALDEMAR LUIZ

    Alô GURGEL!!!!!
    Tem denuncia?
    Vaz denunciar o que?
    E a prevaricação como ficou?
    Já respondeu ao senador Collor?

  • Nilson

    Marcos Coimbra matou a Charada. Eduardo Campos se sair candidato a presidente vai ser só para ser escada do PIG e da oposição, para tentar viabilizar a derrota da Dilma. Jamé !.

  • Otavio Lã

    Não tem nada no horizonte que indique mudança de rumo. Em 2014 é Dilma de novo. O que a imprensa faz é tornar Campos conhecido nacionalmente para 2018 quando Dilma não poderá se recandidatar e Lula (acredito eu) não irá voltar.

  • Antonio Carlos

    SÓ PRA LEMBRAR!
    ONDE ESTA A CPI DA PRIVATARIA?

  • Cesar LS

    Verdades sobre Bornhausen, tem uma passagem dele, sobre o apoio da Arena/PDS/PFL/Dem/PSD magnífica quando da escolha de FHC para presidente. Ele gosta de ser chamado de ‘doutor Jorge”.

    Repórter – Dr. Jorge, qual o motivo para o apoio a FCH?
    - Ele é mais confiável.

    É mole??

  • ilo

    De quem Campos será candidato… dele mesmo? da globo e do instituto millenium? da direita orfã de um candidato competitivo?

  • Pobre elite brasileira que segue a cartilha do imortal , Ataulfo, e por isso estas candidaturas lançadas , paradoxalmente já nascem mortas.

  • Luiz Cláudio Cardoso de Fria

    Um “especialista político” da globonews falava ontem da força do neto do Arraes no Nordeste. Que força é essa que ele tem no Ceará, em Sergipe e na Bahia, por exemplo? Que eu saiba, quem tem muita força no Nordeste, por ter vitaminado essa Região, é o ex-Presidente Lula. Tenho a impressão que ele perde a eleição em Pernanbuco, quanto mais agora que o Dudu tem o apoio do Roberto Freire, do Marco Maciel e o Raul Jungmann. Parece que o César Maia está trabalhando para a “grobo”, a rede que me fazia de bobo, pois são muitos os factóides.

  • joao m. bau

    Ontem, num exercício de mervalogia, Sua Iminência Ataulfo Mervalíssimo já decretou: Eduardo não tem saída; ele precisa sair candidato à presidência

  • BACAMARTE

    O proximo lance do Eduardo depois de cooptar Paulinho (da força) é visitar Francisco ( O papa)

  • Santi

    O PIG sabe que se as coisas permanecerem a Dilma ganha no Primeiro turno, então todos os movimentos agora são Balôes de ensaio para impedir a vitoria no primeiro turno, enquanto o Policarpo/Cachoeira inventão um dossie tipo “Semanão, Piguão” para criar uma chance em 2014.

  • Se nenhum cataclisma ocorrer, Dilma será eleita. O principal desafio dos progressistas é derrotar o PSDB em SP e, assim, derrubar uma das maiores fontes de dinheiro do PIG.

  • Daniel Almeida

    http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2013/03/falta-decisao-politica-para-fazer-diz-campos-sobre-reforma-tributaria.html

    Na Globo ele defende a reforma tributaria, no estado dele no estado dele as alíquotas do ICMS não mudam… só retórica…

    • Moura/Recife

      Não muda a aliquota do Icms, nao melhora a educaçao,saúde, Segurança. O LAFEPE( Laboratório Farmacêutico do Estado de Pe),que antes era um grande laboratório vendendo medicamentos a preços mais baixos ,beneficiando os mais pobres,hoje está praticamente fechado. Se não fosse LULA E DILMA, Pernambuco não teria saído do lugar. Lula é uma estrela que nasceu para ficar na história desse país. LULA E DILMA sem medo de ser feliz.

Deixe seu comentário

"O Conversa Afiada não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas ou que excedam 15 linhas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Conversa Afiada."

  •