PIG

Você está aqui: Página Inicial / PIG / 2012 / 01 / 17 / BBB: estupro ao vivo não cassa concessão ?

BBB: estupro ao vivo não cassa concessão ?

O que diria sobre isso a “Bancada da Globo”, alojada na Comissão de Ciência e Tecnologia, que aprova a renovação de concessões ?
publicado 17/01/2012
Comments

Se o Brasil fosse a Argentina, quem ia ao Projac ter uma conversinha com o Boninho e o Bial - “o amor é lindo !“, disse ele, diante da cena - seriam representantes do Ministro Bernardo e do Zé (clique aqui para saber por que os amigos do Daniel Santas chamam ele de “Zé”).

Do Bernardo, da Comunicação, para estudar a cassação da concessão da Globo para explorar um bem público, o espectro eletro-magnético.

O que diria sobre isso a “Bancada da Globo”,  alojada na Comissão de Ciência e Tecnologia, que aprova a renovação de concessões ?

O Zé, da Justiça (?), tinha que ir ao Projac investigar se, de fato, houve, estupro, ao vivo, na tevê brasileira.

Demorou muito: o BBB só podia dar nisso.

Nessa porcaria, como disse o Boni ao Bial.

Agora, se pode ter estupro ao vivo - “não me lembro se fui dormir de shorts, mas acordei sem“- , aí, amigo navegante, pode tudo !

A Globo pode tudo !

O amor é lindo!

Em tempo1:

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) da Ministra Irany Lopes informa: "enviou na tarde desta segunda-feira ofício ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro solicitando a tomada de “providências cabíveis” no caso do episódio do programa Big Brother Brasil (BBB12), levado ao ar pela Rede Globo de Televisão, na madrugada deste domingo, 15. O ofício foi elaborado com base em demandas encaminhadas por cidadãs de várias cidades brasileiras à Ouvidoria da SPM, pedindo providências."

Em tempo 2: clique aqui para ver como a edição do Boninho tentou evitar a cassação da concessão.

Saiu na Folha online:

Polícia e advogados da Globo conversam sobre suposto estupro no "BBB12"


16/01/2012

DO RIO

Policiais da delegacia da Taquara, na zona oeste do Rio, estão neste momento no Projac conversando com o departamento jurídico da Rede Globo.

Segundo o chefe de investigação da 32º DP, o delegado identificado apenas como Maurício foi ao Projac para falar com a BBB Monique e saber se ela foi realmente estuprada pelo modelo Daniel na noite de sábado para domingo.

"A gente abriu uma investigação para apurar o que foi dito pra gente. Se a Monique falar que não houve nada acabou a investigação. O crime de estupro, neste é caso, é possível quando a vítima está inconsciente", disse o chefe de investigação ao "F5".

Monique Amin foi chamada agora há pouco no confessionário, onde respondeu perguntas que não puderam ser ouvidas pelo espectadores.

Monique disse que não lembra de nada nem de ter deitado na cama com o Rafa na cama --o suposto estupro teria acontecido quando ela, Daniel e Rafa dividiam a cama.

"Só se ele foi muito mau caráter de ter feito sexo comigo dormindo", disse Monique.

Ela respondeu ainda com que roupas dormiu. "Não lembro se dormi de shorts, mas acordei sem."

"Lembro de eu acordando e o Daniel em outra cama", contou.


Daniel e Monique


O empresário de Monique divulgou uma nota oficial sobre o caso.

Leia a íntegra

"Sobre o ocorrido na madrugada do dia 15 de janeiro após a festa, a família não tem nada mais a comentar sobre o fato, somente a própria Monique Amin pode falar sobre estes episódios e a mesma irá fazê-lo através de nota oficial na sua saída.

Porém lamento muito o comentário postado no Twitter do sr. Sergio Mattos (agente do BBB Daniel) onde o mesmo de forma irônica escreve "e ela geme dormindo?"

Somente num país onde a cultura machista ainda impera, podemos observar comentários inadequados como este."