PIG

Você está aqui: Página Inicial / PIG / 2011 / 01 / 12 / Até o PiG (*) culpa o Cerra. Chuva mata 14 em SP

Até o PiG (*) culpa o Cerra. Chuva mata 14 em SP

Em São Paulo, não só o Alckmin se cansou do trololó do Cerra. Até o PiG !
publicado 12/01/2011
Comments


Em São Paulo, não só o Alckmin se cansou do trololó do Cerra.

Até o PiG (*) !

O impossível acontece !

Segundo a contabilidade do jornal Agora, o único que presta em São Paulo :

14 mortos.

30 desabamentos.

176 vítimas resgatadas.

128 pontos de alagamento.

Marginais dos rios Tietê e Pinheiros (transformadas em placas de concreto por obras irresponsáveis do Governador Cerra – PHA )

Quatro dias atrás, lembra o Agora, o serviço de meteorologia avisou que ia chover excepcionalmente em São Paulo.

O que fez o Cerra ?

O que fizeram os 16 anos de tucanos em São Paulo ?

O que fez o poste  de Cerra na cidade de São Paulo, Gilberto Kassab ?

Kassab culpa a chuva.

Cerra culpa Deus.

E a Globo culpa os pobres, que deixam lixo na rua (porque o serviço de coleta não aparece nos bairros onde moram pobre e , na maioria, nordestinos).

Geraldo Alckmin assumiu há 12 dias.

Quem interrompeu as obras de limpeza dos rios Tietê e Pinheiros que cortam a cidade e a inundam há décadas ?

Quem interrompeu foi o Governador Cerra.

Talvez para construir um Teatro do Balé.

“Chuvas e erros de sempre inundam a cidade e matam 4”, diz a manchete da Folha (**).

(A Folha precisa combinar com o Agora – que lhe pertence: quantos são os mortos ?)

A Folha publica um editorial leve, com mão de seda, mas culpa o Cerra: “chuva de problemas”.

O Estadão – o Estadão, amigo navegante, até o Estadão !!! -  publica um editorial para reclamar da falta de obras.

Deve ser porque ontem, sob o efeito desse notável programa do Governador Cerra – “Alaga São Paulo” - , os jornais do PiG começaram a circular a partir do meio dia, quando só serviam para embrulhar peixe.

O processo de entubamento do Padim Pade Cerra, previsto pelo  sempre sábio Oráculo de Delfos, começa a contaminar o PiG.

Até o Estadão, amigo navegante !

Deve ter sido um descuido do Dr Ruy, esse editorial, “São Paulo pode conter a enchente”.

Conta-se que Adhemar de Barros, que governou São Paulo e honrou a tradição da melhor política paulista, mandava realizar obras de esgoto e reforma de tubulação na saída da gráfica do Estadão bem cedo de manhã, para não deixar os carros com o jornal circularem.

Foi o que fez ontem o Cerra, outro que, ao lado de Adhemar, entrou para o panteão dos heróis de São Paulo.


Paulo Henrique Amorim


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

(**) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é, porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.