Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Publicado em 01/05/2010

Nassif: urna eletronica é convite à fraude (na Índia)

  Luis Nassif publicou em seu blog notícia do G1 por sugestão do leitor foo: Por foo: Seria ótimo se estes mesmos pesquisadores pudessem ter [...]

Imagine a tentação para quem for chegado a uma baixaria

 

Luis Nassif publicou em seu blog notícia do G1 por sugestão do leitor foo:

Por foo:

Seria ótimo se estes mesmos pesquisadores pudessem ter acesso e avaliar a segurança da urna brasileira. Mas a postura do TSE é absolutamente irresponsável.

Do G1:

Teste mostra que urna eletrônica da Índia poderia ser controlada via celular

Diversos pesquisadores da Holanda, da Índia e dos Estados Unidos trabalharam juntos em um projeto de pesquisa cuja conclusão foi a de que as urnas eletrônicas usadas na Índia são vulneráveis a adulterações. Segundo os especialistas, alguém com a intenção de mudar os resultados das eleições só precisaria de pouco tempo para instalar um componente na urna que seria difícil de detectar e poderia mudar os votos dos eleitores.

O estudo foi organizado e liderado por Hari Prasad, um indiano que foi desafiado a mostrar que as urnas poderiam ser alteradas. Mas a comissão eleitoral indiana decidiu não permitir o teste e não cedeu a Prasad uma urna para que pudesse conduzir sua pesquisa. Os pesquisadores afirmaram que obtiveram a urna por meio de uma fonte anônima, já que o governo indiano não cede o equipamento para testes independentes.

 

Clique aqui para ler a notícia completa no blog do Nassif

Comentários

  • monge scéptico

    Se a urna é falha estamos nas mãos das predições da “cigana”.
    Agora não há mais tempo para mexer nessa traquintana. Só
    nos resta confiar na “sorte” e votar em massa na DILMA, se
    quisermos dar mais um passo, no caminho do progresso do
    país. Progresso nas relações sociais internas e internacionais
    e não a busca de crescimento predatório e anti-humano, que
    beneficia só o capital e, ao povo migalhas.DILMA2010

  • Adilson

    PHA,

    O PIG em conluio com os demotucanos estão querendo ganhar as eleições que nem começou no tapetão, o mais estranho é um candidato que dizem que tem 10 pontos percentuais a mais do que sua opositora, já fez inúmeras representações no TSE alegando propaganda antecipada.
    O Serra está atrás e muito, simples assim, se tivesse na frente não iria gastar bala.
    No que tange as urnas eletrônicas, a tese que deve prósperar é a seguinte: como vai dá Dilma no primeiro turno, fica tudo certo, todavia se eles inventarem moda, irremos para as ruas protestar contra mais uma canalhice patrocinada pelo PIG e demotucanos, haja vista que são exímios bandidos de colarinho branco.

  • Procurem nos arquivos do Fantástico, foi feita uma densa matéria sobre a falibilidade da urna eletrônica. Finalizaram com a pergunta ao maior expert do assunto (não me recordo o nome), sobre o que ele poderia fazer, se fosse político.
    Resposta: “Eu seria presidente do Brasil”.

  • No teste de invasão promovido pelo TSE foi demonstrado que o lacre dos flashes de carga são facilmente violáveis.

    “De acordo com o secretário [de TI do TSE], a única ação bem-sucedida foi obtida pelos representantes da Cáritas Informática, que conseguiram retirar e repor o lacre de um envelope de mídias sem que isso fosse notado. Segundo Janino, isso, no entanto, não representa qualquer ameaça ao processo eleitoral, já que o pequenos sacos plásticos onde são transportados os disquetes de votação usados nas urnas eletrônicas está em fase de testes e a falha constatada não é significante. Afirmação compartilhada pelo próprio representante da Cáritas, Edison Alonso.

    “[Com a falha do envelope] Eu poderia manipular os programas, colocando um programa que beneficiasse um determinado candidato, transferindo os votos de um partido para outro, por exemplo. No entanto, eu não consegui inserir o disquete modificado pois existe um sistema de segurança que acusa [qualquer modificação], não reconhecendo a mídia”, explicou Alonso.”

    O TSE também garantia que o lacre era tão inviolável quanto as urnas. O lacre já foi violado, agora só faltam as urnas.

  • BRJr.

    Eu espero que alguns “hackers” contratados pela quadrilha , seja só pelo “salário”, mas que continuem por dentro brasileiros orgulhosos desse Brasil atual. E que ao ver a mentira e a armação toda sendo montada, tenham em algum momento de consciência e denuncie aos “quatro ventos” a “maracutaia”. Que faça isso pelos blogs, jornais confiáveis(se é que existem), boca a boca até que o Brasil inteiro tenha conhecimento. Garanto que eles podem até trabalhar por dinheiro para a quadrilha, mas que vão votar na Dilma, isso vão. Acredito que um grande golpe não pode ser realizado por poucas pessoas. E como deverão ser muitos ligados a quadrilha, dentre eles devem haver muitos, honestos e acima de tudo verdadeiros BRASILEIROS.

  • Edison

    Esta porcaria é a carta na manga dos mesmos do mesmo.

  • ANNA

    Gente, não entendo de sistemas, mas não seria mais barato, prático e confiável emitirem o voto para conferência e possível auditoria?

    A desculpa que dão para a não emissão do tal voto seria a quebra do sigilo,
    (não acredito nisso)

    acho que tem caroço nesse angú…

    e para confirmar isso, é só ver a relação de votos no fim da eleição.

    muitos candidatos recebem votos zero( ???) será que nem o próprio vota nele ?

  • Henrique

    Eu não confio nas urnas eletrônicas. Mesmo os “papelzinhos do Brizola” podem ser falsificados. O negócio é voltar ao sistema antigo.

    • Frederico Brum

      Para que voltar ao sistema antigo. Para o PT seria mais fácil manobrar os eleitores e fraudar as eleições.

      • Yacov

        E vocês querem ter esse privilégio só para vocês, né, troll?!?!?!

        “O BRASLI DE VERDADE não passa na GLOBO – O que passa na GLOBO é um braZil para TOLOS”

  • Em breve você poderá enviar seu voto para seus amigos:

    http://twitpic.com/1iwd5g

    • Neo

      Comentário do Brizola Neto em seu blog Tijolaço:
      .
      Francisco. Urnas eletrônicas não são necessariamente fradudadas, nem fraudáveis. Mas todas devem ser auditáveis, isto é, precisa haver uma maneira de comporvar-se que o resultado eletrônico corresponde aos votos nele inseridos. Numa máquina de banco, por exemplo, a totalização das operações deve “bater” com o saldo de dinheiro no caixa, não é assim? Foi por esta coisa tão simples, tão óbvia que neu avô lutou durante anos e, com a ajuda de muitas pessoas, eu consegui aprovar na Câmara. Não se preocupe, falta legitimidade , autoridade moral para eles questionarem. O PSDB, assim como a direção do TSE e o serrista Nélson Jobim foram os inimigos do “papelzinho”. E foi Lula quem, contra a vontade deles, sancionou a medida.
      .
      .
      Comentário meu:
      Alguém aí consegue conferir um byte de voto aduletrados ???
      Já o que está escrito em um papel é bem mais fácil. Não?
      .

  • É nula qualquer candidatura do PSDB e/ou DEM. Vide blog acima.

  • Pensando a respeito das pesquisas eleitorais nos últimos dois meses, comecei a me debruçar sobre os seguintes pensamentos: será que os institutos de pesquisa jogando a candidatura do Serra lá para as alturas com uma urna eletrõnica mais que suspeita, na qual o TSE diz ser inviolável. Isso não seria o suficiente para o Serra vencer, já que, é do conhecimento até do mundo mineral ( como diria Mino Carta) que essas urnas podem ser fraudadas. Jogo na rede este meu pensamento.

    • dalva

      Tive esse mesmo pensamento desde que começaram jogar as pesquisas nas alturas e até comentei com uma amiga.
      Ela achou bobagem, mas eu não acho .
      Acho que o golpe está pronto, como ele está na frente , é natural que ganhe as eleiçoes.
      Quem me diz que todos são confiáveis?????
      Principalmente os que trabalham no tse.???

  • Junior

    Acho tudo isso muito estranho, lembro que o TSE chegou a pôr a segurança das urnas em teste, oferecendo apenas 5 mil reais, para quem conseguisse violar o sistema, um premio nada atraente, pra quem vai ter que quebrar a cabeça para tentar um ataque bem sucecido.

  • depois que Serra perder as eleições, elle e o PIG, vão se apegar nesta teoria?

  • peterson

    PHA as urnas eletronicas brasileiras são seguras. Não 100% porque computador seguro está enterrado em 10 metros sob a terra. Mas são seguras sim, felizmente eu, que sou analista de sistemas, já tive o privilégio de testar os hardwares com gigatestes para verificar a integridade. Posso garantir que mesmo fazendo engenharia reversa não tem como alterar o software original uma vez instalado, não é um firmware simples. Observe o seguinte, não desvie o foco do que eu vou escrever, a urna é uma tecnologia brasileira e merece nosso respeito, realmente é uma tecnologia muito boa, a melhor do mundo. Porém isto não significa que não é possivel fraudar uma eleição. A fraude não ocorre NA URNA, ocorre no SISTEMA DE CONTABILIZAÇÃO. Este sim, é uma enorme caixa preta, inseguro como todos os softwares, e facilmente manipulavel com comandos, portanto PHA, pare de culpar a URNA e passe a se preoculpar com o TSE, pois lá, apenas pouco mais de 15 pessoas têm acesso à esta caixa preta, subornar 15 é mais barato que adulterar 1 milhão de urnas. Esta fraude pode ser detectada da seguinte maneira, cada urna emite um relatorio, a soma destes relatorios de todas as urnas tem que ser igual à totalização geral… aposto 1000 pratas que não será igual…. espero que tenha entendido!

    • Peterson. Boa tarde.
      Acesse o link :
      http://asfacesdanoticia.blogspot.com/2010/04/teoria-da-conspiracao-cada-dia-que.html
      A fragilidade da urna não está no hardware e sim no software, que inevitavelmente será inserido. Junto com o software poderá ser carregado um programa “TSR” que será o vilão da história. Quanto a contabilização, acredito que possa ser um meio de fraude mas eles não incorreriam no erro de resultados díspares; assim sendo, se o total de votos de uma sessão eleitoral é de 10.000 votos para um candidato e de 11.000 para o outro, seguramente eles vão contabilizar 9.000 para o primeiro e 12.000 para o segundo, mantendo portanto a soma original, que foi de 21.000 votos. Portanto, não haveria diferenças.
      Um abraço.
      Claudio Kirsten

    • Você tem razão, mas “urna eletrônica” é uma maneira simplificada de se falar do sistema de votação eletrônico, que vai da votação à totalização.

      Na verdade a fraude pode ocorrer tanto na urna quanto na totalização, mas concordo que na totalização é mais fácil e mais perigoso.

      O mais grave de tudo é a impossibilidade de auditoria. O resultado eleitoral mais perigoso atualmente é… o empate! Justamente, porque não há como desempatar…

      O rio Capiberibe foi capiberibado. Só quem pode descapeberibar é o descapeberibador.

  • Messias Franca de Macedo

    E POR FALAR EM FRAUDES…

    Para onde vão os votos do Ciro Gomes?
    65% para Dilma, 35% para Serra, diz diretor do Sensus
    Em http://www.viomundo.com.br -ínclito e impávido jornalista Luiz Carlos Azenha

    COMENTÁRIO:
    … O engraçado (sic) é que o Josias de Souza “da Folha” apressou-se em afirmar que a diferença de Serra em relação a Dilma teria aumentado em 2%! A afirmação enunciada instantaneamente após o anúncio oficial do PSB, de que Ciro Gomes não seria candidato à Presidência da República!

    NOTA: resta saber a fonte (idem sic) e/ou o nome do instituto de pesquisa que respaldou(ram) o “editorial’ do Josias – jornalista-colega dos patrões Frias!

    Messias Franca de Macedo
    Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

  • Realista

    TSE, o mesmo que multou Lula DUAS vezes por campanha antecipada e que deu ao PSDB total acesso à pesuisa Sensus sem razão alguma, no mínimo MUITO suspeito, perigo à vista. Parece que a justiça foi contaminada pela injustiça, seriam as “forças ocultas”? Por isso o Brasil não vai para a frente, é necessária uma capacidade fora do normal de audestruição para perder as conquistas do governo Lula, mas por incrível que pareça a coisa está andando nessa direção, entre outras coisas graças ao nosso querido TSE (Tribunal Serrista Elitoral).

    • Feriz

      Multar o Lula é gostoso demais, ficam se acutuvelando para ver quem chega primeiro prá multar. Multar o PSDB, nem se levantam prá tanto trabalho.

  • Realista

    “Acho que está na hora de montarmos uma tropa de choque para fiscalizar essas urnas.” Assino embaixo, já que o TSE pelo jeito está do lado do PIG, o jeito é o povo e os partidos se mobilizarem para evitar que criminoso Serra chegue ao poder através de fraudes eleitorais. Está aí, um ótima, excelente, maravilhosa idéia. Essas urnas são muito frágeis tecnologicamente, duvido que os tucanos bandidos não irãoo tentar eleger Serra à força, empurrar o Zé pinóquio goela abaixo do povo, vide a campannha sujaque estão fazendo na internet, o movimento escroto que a mídia Demotucana está fazendo, os inúmeros hackers que Serra contratou para trabalhar em sua campanha eleitoral que inclusivve já derrrubaram sites do PPT e PMDB nacionais, etc… Está meio óbvio, assim como está parecenndo que o TSE entrou na brinncadeira e quuer mais é fraudem os resultados mesmo, desse jeiito fica difícil, é motivo para um levanye nacional seríssimo, para o povo ir às ruas e fazer barulho, OBRIGAR o TSE a adotar o papelzinhoo ainda esse ano. Eles, PIG, já estão falando até em “novo tempo” no Brasil, o esquema de fraude já deve estar todo armado, perigo à vista.

  • Rocco Petri

    Olha o golpe da Urna Eletrônica aí, gente!!! Assim como a elite não confia na democracia e espera sempre contar com as forças armadas para acabar com uma eventual “bagunça” (art. 142 da CF/88), também não confia em urnas que emitem o “papelzinho do Brizola”. Este ano, se a margem entre Dilma e Serra for pequena, o golpe da Urna será dado. Quem viver, verá.

  • Neo

    .
    Repúdio, asco ao TSE que sabe que as urnas eletronicas
    brasileiras são potencialemnte fraudáveis por hackers e
    prefere correr o risco de ver uma fraude eleitoral para
    presidente e possivél crise institucional e levante popular
    como nunca visto do que simplesmente adotar a cédula de
    papel, que demora uma semana para apurar, mas é
    confiável e auditavél !!!
    .
    .
    Não existe necessidade de resultado no mesmo dia se a posse só se dará em janeiro !!!! Ainda mais com as mais graves suspeitas pairando sobre esta urninha tecnologicamente ultrapassada !!!!
    .

    • Meu amigo Neo.
      Há algumas semanas postei aqui e em outros blogs, inclusive no meu, “http://asfacesdanoticia.blogspot.com/”
      a minha preocupação com a vulnerabilidade da nossa urna eletrônica, um real convite à fraude. Como Analista de Sistemas e tendo sido Programador Assembler, sei como é fácil produzir um programa “TSR” que muda os resultados da urna sem deixar vestígios. Eis o post original:

      “Eu tenho uma teoria de conspiração. Ei-la:
      A Data-da-folha e o Globope continuam a publicar pesquisas favoráveis ao Zé-Descendo-a-Serra, até outubro.
      O PIG e o Millenium vão comprando quem possa infiltrar um programinha que fraude as urnas eletrônicas, pois ainda não temos o papelzinho do Brizola.
      Pronto: o Zé-Descendo-a-Serra ganha, com o respaldo inequívoco das pesquisas “idôneas” e adeus nosso Brasil progressista. Quem vai poder provar alguma coisa, se depois de desligada a urna eletrônica, o programinha desaparece sem deixar vestígio?
      Acho que está na hora de montarmos uma tropa de choque para fiscalizar essas urnas. Desde já eu me proponho a ajudar nessa tarefa.”
      Claudio Kirsten

      • Cláudio,
        Meu respeito e admiração pela sua postura.
        Tenho quase certeza que a eleição que Roriz venceu Cristovam foi comprada por Estevão e manipulada pelo TRE-DF.
        Um grande abraço e tomara que se juntem a você outras pessoas capazes de mostrar que precisamos de mecanismos de controle contra uma elite político-midiática descontrolada.
        José Ivan Mayer de Aquino
        Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida

      • Volnei

        Prezado,
        Como engenheiro de computação, também sei como é relativamente fácil produzir um programa assembler que faça tal adulteração. O problema é como inserir esse programa numa urna sem levantar suspeitas; e pior ainda, como inserir numa quantidade razoável de urnas, de tal forma que altere o resultado das eleições.
        Não vi aqui um argumento técnico sequer para mostrar que isso é possível. Especulação por especulação, especulo eu que seja muito mais fácil adulterar eleições com os arcaicos papéizinhos, seja na contagem (manual!!), “perda” de carga, indução ao erro na cédula, etc…
        Como um colega disse lá em cima, o problema não está na urna, mas na “caixa-preta” do TSE. Talvez fosse mais negócio mudar o foco das críticas para algo potencialmente mais problemático.
        []’s

Deixe seu comentário...

"O Conversa Afiada não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas ou que excedam 15 linhas."

  •