Brasil

Você está aqui: Página Inicial / Brasil / Rebelo: Zika vírus não ameaça os Jogos Olímpicos

Rebelo: Zika vírus não ameaça os Jogos Olímpicos

Governo mobiliza população contra o Aedes aegypti
publicado 11/02/2016
Comments
olimpiadas_phixr.jpg

Jogos do Rio acontecem em agosto

Nesta quinta-feira (11), o Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, anunciou que no próximo sábado (13) ocorrerá uma ação de conscientização para orientar a população no combate ao mosquito  Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, da chinkungunya e do Zika vírus.

De acordo com Rebelo, 220 mil homens e mulheres das Forças Armadas - Exército, Marinha e Aeronáutica - participarão da ação. Os militares irão distribuir, em aproximadamente três milhões de residências, panfletos com um número de telefone que receberá denúncias de locais em que haja possível proliferação do mosquito.

Na coletiva, o ministro esclareceu as etapas da campanha proposta pelo Governo Federal. "Nossa ação é centralizada no planejamento e descentralizada na execução. A etapa seguinte é a presença de 50 mil do nosso efetivo para o combate ao mosquito. Uma outra etapa é junto do Ministério da Educação, com ação nas escolas", disse.

O ministro ainda afirmou que "o Governo contará com outros órgãos, ou seja, outros ministérios,  bancos e seus servidores, Correios e seus servidores".

"Temos parte do efetivo treinado [3.500 homens] e estamos treinando mais 50 mil  para essa finalidade. Isso é feito conforme requisição de prefeituras, Estados e Ministério da Educação", garantiu. Para continuar: "Temos R$ 136 milhões em recursos para esse procedimento".

Entre os dias 15 e 18 de fevereiro, os 50 mil militares farão nova visita, em ação coordenada com o Ministério da Saúde e autoridades locais, para inspecionar possíveis focos em casas.

Rebelo enfatizou a importância da população no combate ao inseto. "Se não houver mobilização da população essa campanha não tem como ser vitoriosa".

Segundo ele, a Presidenta Dilma Rousseff deve participar da ação na cidade do Rio de Janeiro. "A orientação é que cada estado seja coberto por um ministro diferente durante ação do dia 13", completou. Já ele vai se encontrar com comandantes do Exército, Aeronáutica e Marinha, em São Paulo, durante a ação de combate ao mosquito no sábado (13). Depois, vai a Campinas (SP) onde se encontrará com o governador Geraldo Alckmin.


Olímpiadas no RJ

Ex-ministro dos Esportes quando o país sediou a Copa do Mundo em 2014, Rebelo não vê maiores riscos na realização dos Jogos Olimpícos no Rio de Janeiro, que ocorrem em agosto. Ele acredita que, com o esforço do Governo contra o combate ao Aedes, os Jogos não devem sofrer nenhum prejuízo.

" O mundo vive sob riscos, de saúde, ou de natureza política ou de terror. O risco tem que ser combatido com medidas eficazes. Mas a humanidade não pode deixar de realizar suas tarefas, calendário de eventos internacionais, por conta de riscos e de ameaças. Não creio que a Olimpíada possa sofrer" finalizou.

Alisson Matos, editor do Conversa Afiada