Brasil

Você está aqui: Página Inicial / Brasil / 2014 / 03 / 14 / Justiça nega pedido de Aécio para censurar a internet

Justiça nega pedido de Aécio para censurar a internet

Senador tenta ação judicial secreta para censurar Google e Facebook.
publicado 14/03/2014
Comments

 

 

O Conversa Afiada reproduz artigo de Fernando Brito, extraído do Tijolaço:


Aécio ficou doidão? Ação judicial secreta para censurar Google e Facebook?



Incrível.

Mas é a Folha que traz a noticia.

Aécio Neves quer proibir, nos sites de busca e nas redes sociais, links, perfis, páginas, tudo o que eventualmente faça menção a ligações entre ele e o “uso de entorpecentes” e à ação em que foi acusado de não aplicar o mínimo constitucional na Saúde durante sua gestão como governador de Minas Gerais.

Está movendo, sob sigilo, duas ações judiciais em São Paulo contra aos sites de busca e o Facebook.

Resumindo: quer impor a censura prévia na rede.

Na primeira ação, já perdida em primeira instância, Aécio quer suprimir menções a um eventual “desvio de verbas”, pelo fato de o Ministério Público tê-lo acusado de “maquiar”  as contas estaduais contabilizando recursos aplicados em  saneamento básico para completar aparcela constitucional obrigatória para a Saúde.

Na segunda, iniciada em dezembro passado, diz a Folha, “o tucano pede providências contra “comunidades e perfis” em redes sociais que “atribuem ao político a condição de usuário de entorpecentes”.

(...)

Os advogados do Google disseram, na ação,  que Aécio “parece sensível’ demais às críticas sobre sua atuação”.

É aquele famoso ditado: “quem foi mordido por cobra até de minhoca tem medo”.

Claro que Aécio vai perder, porque estamos numa democracia e ele tem todo o direito de processar os autores do que considera – e pelo volume de menções na rede, o povo não – mentiroso e ofensivo.

Aécio, além de autoritário, é burro.

Primeiro, porque permite imaginar o que faria como presidente da República em matéria de liberdades, se não bastasse saber o que fez da  liberdade de imprensa em Minas Gerais.

Segundo, porque agora qualquer um pode dizer, sem medo de processo, que ele é Aécio Neves, aquele que quer proibir, na Justiça, que digam que ele é usuário de…

(...)