Brasil

Você está aqui: Página Inicial / Brasil / 2011 / 12 / 21 / Calmon é a Protógenes da Justiça

Calmon é a Protógenes da Justiça

O Ministro Marco Aurélio Melo é um jenio (assim mesmo, revisor, obrigado).
publicado 21/12/2011

 

 

O Ministro Marco Aurélio Melo é um jenio (assim mesmo, revisor, obrigado).

Com a escandalosa decisão de fechar o CNJ, Melo conseguiu a façanha de os três pilares do PiG (*) publicarem editorial contra ele.

Os três.

A Folha, o Estadão e o Globo.

Talvez, o Ministro Melo, aquele que concedeu longas férias ao Cacciola (outro banqueiro condenado) na Itália, talvez tenha “extrapolado“ na defesa dos interesses da elite que o PiG incorpora.

Errou na dose.

Fechar o CNJ – isso, nem o PiG engole.

Mas a Ministra Eliana Calmon não se deu por vencida.

Foi ela quem disse que só conseguiria botar bandido togado na cadeia quando o sargento Garcia pegasse o Zorro.

Mas, ela tenta.

O Melo afastou o Sargento Garcia do Zorro.

Mas, a Ministra Calmon decidiu não enviar processos às corregedorias dos tribunais, como quer o jenial Melo.

É o que diz o Globo, na pág. 13:

Calmon alega que a recomendação do ministro do STF (Melo) não está expressa na liminar que esvaziou os poderes do Conselho Nacional de Justiça.

Ela não vai transferir para as corregedorias dos tribunais os processos de investigação que já começou.

E só o fará quando o plenário do Supremo determinar.

Como se sabe, a decisão estarrecedora do jenial Melo foi uma liminar.

E liminar é decisão ANTES da discussão do feito, não é isso, Ministro Melo ?

Quando o Supremo discutir o feito, a Ministra Calmon verá o que fazer.

Ela é o Protógenes da Justiça !

Clique aqui para ver que o Supremo deu ganho de causa a Protógenes, contra o banqueiro condenado.


Paulo Henrique Amorim


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.